[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Bebê tem cabeça arrancada durante parto em hospital no Pará: 'a cabeça soltou do corpo'

O nascimento de um bebê é sinônimo de alegria e esperança, mas para uma família do município de Ourém, nordeste paraense, a chegada do pequeno Davi se tornou um verdadeiro pesadelo. A criança teve a cabeça arrancada durante o parto. 

A mãe do menino, Daira Oliveira de Souza, de 26 anos, estava com 8 meses de gestação, quando foi encaminhada para Belém. Ela ficou internada na Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará. Na manhã da última sexta-feira (16), a jovem entrou em trabalho de parto. Porém, o desfecho da chegada da criança teve um final completamente inesperado. 

De acordo com o pai do menino, Roberto Lemos, a cabeça da criança foi arrancada durante o parto. A acompanhante da gestante, identificada como Amanda, relatou à família de Daira que a equipe médica teria forçado um parto normal, o que não foi aconselhado pelo médico que acompanhou a paciente em Ourém. 

Reprodução

"A Amanda é uma grande amiga da minha esposa. Ela falou que tinha visto tudo e ainda chegou a falar que a Daira não poderia ter um parto normal. Ainda assim, continuaram. Quando puxaram a criança, ela disse que a cabeça soltou do resto do corpo e acabou caindo no chão", contou Roberto. 

Ainda segundo o pai do menino, a jovem tinha passado por vários exames antes de vir para Belém e não havia nenhuma anormalidade detectada no bebê. A criança apenas apresentava um problema renal que, de acordo com o médico da jovem, não iria interferir em nada durante o nascimento do bebê. 

Revoltado com a situação, Roberto afirmou que vai registrar um Boletim de Ocorrência para que a morte do menino seja esclarecida. "É revoltante demais. Vamos fazer justiça pra isso", ressaltou o pai da criança.  

Posicionamento de Hélder Barbalho

Pelas redes sociais, o governador Helder Barbalho se pronunciou sobre o caso, informou que afastou a equipe envolvida no parto e solicitou a investigação do caso pela Polícia Civil e pelo Centro de Perícias Científicas Renato Chaves. 

"Ao tomar conhecimento sobre o triste acontecimento na manhã deste sábado, na Santa Casa do Pará, mandei imediatamente afastar todos os envolvidos que participaram do atendimento a gestante, vinda de Ourém", escreveu.

"Pedi também a Policia Civil do Pará que apure com rigor o ocorrido, abrindo um inquérito para investigar, junto com o Renato Chaves, as causas e os responsáveis, para eventuais punições sobre o caso". Veja o post AQUI.


Fonte: DOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search