[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Piloto foge após incendiar avião suspeito interceptado pela FAB entre Novo Progresso e Guarantã do Norte-MT

A Força Aérea Brasileira (FAB) interceptou, na manhã desta sexta-feira (25/09), sobre o Estado do Pará, uma aeronave classificada como suspeita, segundo informações de inteligência da Polícia Federal (PF), reforçando a capacidade de monitoramento e atuação na fronteira. As ações, realizadas em conjunto com a PF, envolveram dois caças A-29 Super Tucano e um E-99, além de todo o Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro (SISDABRA).

A aeronave monomotor, modelo T210N Turbo Centurion II, foi identificada pelos radares e interceptada em ponto próximo à Serra do Cachimbo no sul do estado do Pará, entre Novo Progresso e Guarantã do Norte-MT, sendo comandado o pouso em uma pista determinada para averiguação, tudo sob a coordenação do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE). 

O monomotor não cumpriu as determinações dos órgãos de Defesa Aérea e evadiu-se, realizando pouso forçado em campo não preparado, localizado em uma área ao norte da Serra do Cachimbo, onde a Polícia Federal assumiu as ações. O piloto causou incêndio na aeronave e evadiu-se do local.

Fotos: Tenente Enilto e Sargento Bianca/ CECOMSAER

O Comandante de Operações Aeroespaciais, Tenente-Brigadeiro do Ar Jeferson Domingues de Freitas, destacou a prontidão da Defesa Aérea da FAB e o trabalho conjunto com os órgãos de segurança. 

"É importante ressaltarmos a prontidão da FAB e o trabalho conjunto com PF e outros órgãos de segurança. Cumprimos todos os procedimentos da Defesa Aérea e tudo transcorreu perfeitamente", ressaltou.

A ação faz parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto órgãos de defesa e de segurança pública.


Fonte: Força Aérea Brasileira/FAB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search