[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Estágio Básico de Combatente de Selva 2020 treina 190 militares do 53° BIS, em Itaituba

Nenhuma descrição disponível.
Instruções na Base Militar. Foto: reprodução - 53 Bis/Instagram
O Estágio Básico de Combatente de Selva deste ano de 2020, foi realizado de 23 a 28 de agosto e contou com a participação de 190 Soldados do Efetivo Variável do 53° Batalhão de Infantaria de Selva - BIS, em Itaituba, os quais foram distribuídos em dois turnos.

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, o estágio, que normalmente é realizado no mês de Abril, teve que ser postergado para este mês de Agosto, onde foi adotado medidas de higiene e distanciamento social em prevenção à disseminação do vírus.

Nenhuma descrição disponível.
Estágio Básico de Combatente de Selva. Foto: reprodução - 53 Bis/Instagram
O Estágio teve como missão instruir os militares no ambiente de Selva, com práticas que foram ministradas de forma teórica no aquartelamento, sendo finalizado com a sobrevivência na Base de Instrução Capituã, ao longo do rio Tapajós, onde exigiu dos soldados atributos individuais, como resistência, garra, iniciativa, espírito de cumprimento de missão, entre outros.

Inicialmente, na Base de Instrução Militar, os recrutas tiveram orientações de higiene, primeiros socorros, orientações diurnas e noturnas, além de nós e amarração, pista de cordas, fortificações, camuflagem e bivaque, práticas que habilitam o soldado ao combate em um ambiente amazônico. 


Nenhuma descrição disponível.
Orientações noturnas. Foto: reprodução - 53 Bis/Instagram
Na base Capituã, as instruções foram de sobrevivência na selva, onde os militares foram instruídos sobre ofidismo, obtenção de alimentos de origem animal e vegetal, armadilha, tiro embarcado, pista de progressão individual, técnicas de alagar e desalagar embarcação, além da flutuabilidade. 
"No decorrer do estágio nós adotamos todas as medidas preventivas para evitar a contaminação pelo covid. Durante esse período eles realizaram várias atividades e tiveram várias instruções para fazer jus e ter o direito de usar o nosso gorro de selva. Essas instruções são primordiais para o soldado que trata e lida no ambiente amazônico que nós estamos vivendo", destacou o Comandante do Batalhão
Nenhuma descrição disponível.
Foto: reprodução - 53 Bis/Instagram 
O desfecho do treinamento se deu com a chegada dos militares ao pátio da Sentinela do Tapajós, proferindo a 'Oração do Guerreiro de Selva'. Com êxito obtido no estágio, agora, os militares têm o direito à Boina Rajada, símbolo do guerreiro de selva. 


Plantão 24horas News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search