[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Professor ministra aulas com Covid-19 e supostamente dispara 'gosto de contaminar os outros'

Um professor do Colégio Militar da Polícia Militar V, em Manaus, foi levado à delegacia após afirmar que estava ministrando aulas mesmo depois de testar positivo para Covid-19. Por mensagem, ele teria dito a outros professores, que “gosta de contaminar os outros”.

Na quarta-feira (12), a unidade suspendeu as aulas de última hora para processo de desinfecção. A Polícia Militar informou, na ocasião, que não havia casos confirmados de coronavírus e que apenas cumpria determinação da Seduc.

Polícia Militar do Amazonas A comunidade CMPM V amanheceu em festa ...
V Colégio Militar da Polícia Militar do Amazonas (CMPM) suspendeu atividades em Manaus.
De acordo com o TCO, registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a gestora da unidade relatou que em um grupo de mensagens por aplicativo, o professor - que dá aulas para o 1º ano do ensino médio - teria afirmado que testou positivo em um exame realizado no último dia 5, mas como não apresentava sintomas, continuou comparecendo à escola.

O professor foi encaminhado à delegacia pela gestora da unidade escolar e ficou detido durante o procedimento de registro. Em seguida, prestou depoimento e foi liberado. O G1 não conseguiu localizar educador citado na denúncia.

A Polícia Militar informou que a gestão da unidade de ensino irá adotar medidas administrativas em relação a conduta do professor, que poderá resultar no afastamento de suas funções, caso seja comprovado que ele estava em período de transmissão da doença e mesmo assim frequentou às aulas.

Informou, ainda, que vai seguir o protocolo de sanitização da escola e vai avaliar, junto à Secretaria de Educação e Desporto (Seduc), já na segunda-feira a retomada das aulas.

A Seduc comunicou, por meio de nota, que informações sobre as escolas militares devem ser obtidas junto às gestões militares, e que não são de responsabilidade da Secretaria.

O caso será encaminhado para o 12º DIP, no Parque das Laranjeiras, responsável pela região. Se confirmado, o professor pode responder pelo crime de infração de medida sanitária preventiva, com pena de um mês a um ano de prisão.

Retorno das aulas presenciais

O Amazonas foi o primeiro Estado do País a retomar ais aulas presenciais na rede pública. Na segunda (10), 123 escolas da rede estadual de ensino de Manaus retomaram o ensino presencial, de forma híbrida, com cerca de 55 mil alunos, e outros 55 mil na terça-feira (11), já que a capacidade determinada para as salas é de 50%, com ensino híbrido - presencial e online ao mesmo tempo.

O retorno das aulas no interior do Amazonas segue sem previsão. As escolas particulares de Manaus foram as primeiras do País a reabrirem as portas e estão com as aulas presenciais desde o dia 6 de julho.

Nessa terça-feira (11), uma escola da Zona Norte teve as aulas interrompidas após uma professora testar positivo para a Covid-19, que já infectou mais de 108 mil pessoas no Estado.

G1 Amazonas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search