[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Pacientes internados no Hospital de Campanha de Santarém participam de atividade de fisioterapia recreativa

A cena lembra uma brincadeira de criança: pessoas formando um círculo, uma bola passando de mão em mão, com uma música de fundo e quando o som para, quem está com a bola deve cantar um trecho de uma música. Isso faz parte do projeto da equipe psicossocial, em parceria com a coordenação do Hospital de Campanha de Santarém (HCS), cujo objetivo é proporcionar uma rotina de tratamento dos pacientes de uma maneira mais leve.

A fisioterapia tradicional é trabalhada de maneira lúdica através de música, brincadeiras e atividades física uma vez por semana. De acordo com a coordenadora da equipe psicossocial, Narjara Dantas, o Projeto nasceu da ideia de juntar a psicologia com a fisioterapia e, assim, proporcionar uma tarde mais interativa entre eles. Os benefícios vão além da recuperação física. “Esse é um momento que eles trabalham não só a musculatura e a respiração, mas também o bem-estar do paciente que é fundamental nesse processo de restabelecimento ”, destacou.

O coordenador de fisioterapia do HCS, Fábio Abreu, falou que a motivação para realizar a ação foi o fato dos pacientes passarem muito tempo restritos em seus leitos. “Pensando nisso, a fisioterapia recreativa promove essa socialização entre as alas. Essa atividade gera um clima de descontração entre os pacientes através de atividades físicas e brincadeiras que desenvolvem também a socialização entre eles”, pontuou. 

Pacientes em movimento

Dona Maria Nilcilena Campos, 53 anos, falou sobre o sentimento que a ação gera. “ Eu gostei da atividade, pois é um momento que a gente sai da cama. Passei mais de 15 dias na Ala de Estabilização e lá foi um período bem difícil, não podia levantar da cama”, relembrou. 

Para a paciente, que está internada há mais de 20 dias, a ação representa uma quebra de rotina. “Gostei de tudo, mas o momento que rezamos a Ave Maria juntos, foi o que mais me marcou”, disse.

O momento também foi de reencontros para os pacientes Daniel Castro Rodrigues, de 61 anos, e sua cunhada, Maria Osvaldina, 61 anos, que puderam ficar lado a lado durante a atividade “Tive a oportunidade de encontrar minha cunhada, nem sabia que ela estava aqui”, contou Daniel.

Já Maria Osvaldina encontrou na atividade, além  do cunhado, uma amiga de muitos anos. “Esse momento é muito maravilhoso para a gente que está aqui longe da família. Sou muito emotiva e reencontrar rostos amigos é muito bom”, comentou.

Operacionalização da ação

Durante as sextas-feiras os pacientes internados na Unidade desfrutam de um momento lúdico com atividades que fazem parte da rotina de tratamento, mas que são realizadas de um jeito diferente. A equipe responsável pela operacionalização é formada pelo psicossocial em parceria com a coordenação de fisioterapia da Unidade.

Durante a realização da fisioterapia recreativa os pacientes de diferentes alas são agrupados para formar um círculo de interação.

Plantão 24horas News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search