[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Mãe é presa acusada de matar o próprio filho de dois meses em Parauapebas-PA

Uma mulher identificada como Lídines Miranda Silva, de 25 anos, foi presa em flagrante na tarde desta sexta-feira (14), acusada de matar o próprio filho, um bebê de apenas dois meses e nove dias de vida. A criança foi morta por estrangulamento, em uma construção localizada próximo a residência onde mora no bairro Parque dos Carajás, em Parauapebas, município do estado do Pará.

De acordo com a Polícia Militar, por volta das 12h40, a guarnição foi acionada para atender a chamada indicando a existência do corpo na construção. Quando chegamos no local, encontraram o corpo da criança. O Corpo de Bombeiros foi chamado e constatou o óbito do menino, em seguida, a Polícia Civil e o Instituto Médico Legal (IML) foram acionados para os procedimentos cabíveis.

Policiais isolaram o local para a realização da pericia.
Policiais isolaram o local para a realização da pericia. | Reprodução/Ronaldo Modesto
Para a PM, testemunhas informaram o paradeiro da mãe, que estava a poucas ruas do local que o corpo do bebê foi encontrado e ao chegarem na residência a mulher estava apresentou confusão mental e começou a tirar a roupa do corpo. O pai da criança e marido de Lídines, disse que a esposa já estaria surtando dias atrás, chegando a ficar transtornada.

A delegada de Atendimento à Criança e ao Adolescente (Deaca), será a responsável por conduzir o caso. Em entrevista a um portal de notícias, a delegada que cuida do caso, Ana Carolina, disse que Lídines “aparenta estar em surto psicótico, mas quem vai solicitar a comprovação disso é a defesa dela”.


Ela informou ainda que, a acusada ainda será ouvida, além das testemunhas, já as crianças que estavam no local, serão também ouvidas para entender o que de fato aconteceu.


DOL 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search