[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Homem é preso acusado de ter assassinado jovem a tiros em praia de Itaituba

Uma operação policial conjunta das Polícias Civil e Militar, Grupo Tático Operacional - GTO com suporte de viaturas do policiamento, cumpriu um mandado de prisão preventiva contra Jackson de Sousa Araújo, na tarde desta sexta-feira (21), em Itaituba.

O pedido de prisão cautelar do acusado foi expedido após posicionamento favorável do Ministério Público em face do preenchimento dos requisitos da medida extrema. 

Jackson de Sousa Araújo, suspeito. Ao lado, vítima no dia do crime. Fotos: reprodução
Jackson é acusado de ter assassinado a tiros um jovem de 21 anos identificado como Dheison Lucas da Silva, por volta das 7h30 da manhã do dia 9 de agosto, na praia do ‘Sapo’, em Itaituba. 

Ele foi preso em uma determinada residência do bairro São Tomé, conduzido e apresentado na 19° Seccional de Polícia Civil para o devido procedimento legal. 

Além disso, a polícia apreendeu uma arma tipo revólver que teria sido usada no crime. Outro home que estava na residência também foi apresentado na delegacia.  

Arma de fogo apreendida. Foto: reprodução

Motivação do crime 

De acordo com informações apuradas, no dia do homicídio, a vítima estava na companhia de um primo e de um amigo, os quais presenciaram toda a ação desde a discussão que teria motivado o crime.

Relata-se que, em um dado momento, uma mulher teria passado em frente ao grupo onde estavam os três (vítima, primo e amigo), ocasião em que ela teria demonstrado interesse em algum deles. 

Em seguida, continua-se, um individuo desconhecido apareceu junto ao grupo de amigos reclamando da atitude destes, o que acabou culminando em uma discussão e uma briga generalizada entre o grupo em que estava a vítima, Dheison, e outro em que estava Jackson, principal suspeito do crime. 

Posteriormente, após a situação aparentemente se apaziguar, Jackson teria retornado ao local exibindo o cabo de uma arma de fogo a qual estava em sua cintura. No mesmo momento, ele teria ameaçado o grupo em que estava a vítima dizendo que 'derrubaria' qualquer um deles e, na sequência, se retirou. 

Minutos antes do crime

Diante da situação, o primo de Dheison convidou os companheiros a deixarem o local, no entanto, as motocicletas em que estavam conduzindo encontravam-se em um estacionamento que, para terem acesso, teriam que passar pelo grupo onde estava Jackson. 

Desse modo, ao passarem pelo local, Dheison teria recebido um tapa nas costas de uma pessoa nõo identificada. Neste ínterim, ele saiu correndo em seguida tentando fugir das agressões. Percebendo, Jackson também teria saído correndo atrás dele em posse de uma arma de fogo, ocasião em que o primo, que é testemunha, relata que ouviu ao menos cinco disparos. 

Vítima caída após o crime. Foto; reprodução
Chegando ao local onde Dheison estava caído, o primo constatou que ele já estava sem vida com perfurações na cabeça e uma na perna. Enquanto pegava Dheison nos braços para retirá-lo do local, ele ainda teria sido vítima de tentativa de agressões por parte de uma pessoa que se identificou como soldado do Exército Brasileiro, a qual estava em posse de uma ripa. A testemunha conseguiu fugir do local. 


Plantão 24horas News 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search