[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Começa segunda etapa da pesquisa epidemiológica sobre perfil da Covid-19 no Pará


Pesquisa epidemiológica: acadêmicos da Uepa já começaram a visitar moradores da capital paraenseFoto: Marcelo Seabra / Ag. ParáOs estudantes de enfermagem da Universidade do Estado do Pará (Uepa) começaram, na manhã desta terça-feira (4), a segunda etapa da pesquisa epidemiológica que faz um levantamento de informações sobre a infecção pelo novo coronavírus nos paraenses. Ao todo, nessa nova fase, serão 37 bairros da capital e 14 bairros em Ananindeua e 227 profissionais envolvidos, entre estudantes e professores.

Segundo Clay Chagas, vice-reitor da Uepa, a pesquisa gera informações mais qualificadas que irão servir de base para a implementação de políticas públicas. “Nesse momento, além dos alunos levantarem informações sobre as condições socioeconômicas das pessoas e realizarem os testes, esses estudantes acabam ajudando também como instrumento de informação da ciência para a comunidade”, explica.

Questionário é aplicado para traçar perfil de infectados no ParáFoto: Marcelo Seabra / Ag. ParáUma das alunas que participa da pesquisa é a Letícia Camargo, acadêmica do 8º semestre de Enfermagem. “A primeira etapa foi bem cansativa, mas muito gratificante. A população agradece muito pela oportunidade de ter acesso ao teste, pois a maioria não tem acesso. Espero que nesta fase tudo ocorra bem e que nós possamos ajudar mais uma vez no levantamento dessas informações”, ressalta a universitária.

A dona de casa Telma Santos mora no bairro do Guamá, em Belém, e diz que a pesquisa ajuda os moradores dos bairros periféricos a entenderem melhor o cenário da doença no Pará. “Eu tive sintomas da doença, agora confirmei com o teste que tive mesmo a Covid-19 e tenho os anticorpos. Não tive acesso ao teste antes e, por isso, achei ótima essa pesquisa”, declara.

A segunda etapa da pesquisa epidemiológica vai até a próxima segunda-feira, 10 de agosto.

Teste rápido é realizado por estudante da Uepa para identificar o novo coronavírusFoto: Marcelo Seabra / Ag. Pará

Os resultados da primeira fase

Na primeira etapa da pesquisa, foram feitas 8.587 entrevistas em todas as oito regiões de regulação do Estado. Além do questionário, foi realizado o teste rápido.

No estado do Pará, um em cada cinco habitantes testaram positivo para a Covid-19. O número equivale a cerca de 1,3 milhão de pessoas que já possuem anticorpos para a doença ocasionada pelo novo coronavírus, o que representa uma positividade global de 21% e garante que grande parcela da população já foi infectada pela doença.

Os números gerais da pesquisa demonstram que 21% da população pesquisada, com mais de 12 anos, teve contato com o vírus no Estado; 78,5 testaram negativo e 0,5, inconclusivo. Esse resultado foi analisado dentro de uma amostra de mais de 8,5 mil testes realizados, com margem de erro menor que 3%. A amostragem da pesquisa foi composta por 63,3% de moradores da área urbana e 36,7% da área rural. Leia mais aqui.

AgênciaPará 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search