[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

COVID-19: Morre em Belém o líder indígena da etnia munduruku Amâncio Ikon.

Na madrugada desta terça-feira (02), a população de Itaituba, principalmente a população indígena, foi surpreendida com uma lamentável perda do indígena da aldeia praia do Mangue, em Itaituba, Amâncio Ikon, de 59 anos, uma das maiores lideranças Munduruku da região do médio Tapajós. O indígena Amâncio  havia sido transferido de Itaituba para Belém no dia 30 de Maio, com Covid-19.
Amâncio Ikon, de 59 anos, uma das maiores lideranças Munduruku da região do médio Tapajós. Foto: TV Tapajoara HD 7.1

Ele deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento - UPA, em Itaituba, com sintomas da doença, no último dia 24 de maio. Com o agravamento do quadro clínico, o indígena foi transferido para o Hospital Municipal (HMI), precisando ficar ligado ao respirador mecânico.

Em um discurso de desabafo, a líder indígena da aldeia praia do Índio, Alessandra Korap pede providências ao governo, e diz “Infelizmente a cidade ainda não está ouvindo. Enquanto não morrer um parente da sua casa, eles ainda vão continuar andando na cidade. Nós que estamos na linha de frente, estamos muito preocupados”. 

A líder indígena diz ainda que a população indígena está perdendo uma biblioteca viva, “porque quando se morre, ele vai junto, não é aquela biblioteca que você deixa lá e você vai lá e ler e volta, é uma biblioteca viva”, revela a líder indígena.

Segundo a Coordenadora da UPA, Elaine Érica, o indígena estava dependendo de totalmente do oxigênio. A transferência do paciente para Belém ocorreu após solicitação da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), que imediatamente disponibilizou uma UTI Aérea.

Com a morte do Líder indígena Amâncio Munduruku, já são 5 lideres indígenas da etnia Munduruku que morrem na região do Médio Tapajós. 

Plantão 24horas News, com informações do repórter Mauro Torres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search