[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Terrenos abandonados tem gerado preocupação aos moradores do Residencial Vale do Piracanã, em Itaituba.

Vários terrenos, no Residencial Vale do Piracanã, que até então não houve nenhuma iniciativa dos proprietários para a construção de moradias, estão sendo usado como depósitos de lixo, o que tem chamado à atenção dos moradores do residencial, pois se tornam potenciais contribuidores para o surgimento e transmissão de doenças, uma delas a dengue, que vem acometendo moradores da comunidade.

Segundo Katia Pinheiro, Presidente do Residencial Vale do Piracanã, há terrenos que não estão sendo limpos e estão sendo usados como depósitos de lixos. A moradora relata ainda que esse problema tem afetando a redondeza tanto da Valmilandia quanto do Residencial Vale do Piracanã.
Diante da preocupação da saúde pública, a Presidência da Associação de Moradores resolveu encaminhar uma solicitação para a Secretaria de Saúde, a fim de que fossem feitas algumas ações preventivas e de combate a dengue; um trabalho que está sendo feito diretamente para eliminação dos focos da doença.
A presidente do Vale do Piracanã, Katia Pinheiro, afirma que há dois casos de dengue na comunidade, e que os agentes de Endemias estão fazendo um trabalho de borrifamento, trabalho esse que acontece pelo período da manhã, às 5h30, e pelo período da tarde. Já tendo sido finalizado em todo o primeiro pavilhão, que se trata do primeiro residencial e tem o segundo.

Plantão 24horas News, com informações do repórter Márcio Vieira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search