[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Suspeito de matar miss no Amazonas é preso em Roraima

O foragido Rafael Rodrigues, de 31 anos, suspeito de assassinar a miss Kimberly Karen Mota, de 22 anos, no Amazonas, foi preso na tarde desta sexta-feira (15) em Pacaraima, região Norte de Roraima, na fronteira com a Venezuela. A informação é do comandante da PM, coronel Elias Santana. Segundo o comandante, o suspeito foi encontrado por policiais militares em um barraco de madeira, em uma região de mata em Pacaraima.

Rafael Rodrigues foi preso em um barraco numa área de mata em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela — Foto: Arquivo pessoal

Rafael entrou em Roraima na segunda-feira (11). Na terça (12), um dia depois, a miss foi encontrada morta do apartamento dele, no Centro de Manaus. Kimberly foi morta a facadas e sofreu golpes no pescoço e no abdômen.

De acordo com o delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em Manaus, equipes vão a Pacaraima fazer o recambiamento de Rafael para o Amazonas.

"Outras informações, como as circunstâncias da prisão do infrator, bem como chegada das equipes em Manaus, serão repassadas posteriormente."

Miss Manicoré mantinha relacionamento há dois meses com suspeito do crime — Foto: Divulgação
Miss Manicoré mantinha relacionamento há dois meses com suspeito do crime — Foto: Divulgação

A entrada do suspeito em Roraima foi registrada na barreira sanitária na vila do Jundiá, em Rorainópolis, na divisa com o Amazonas. A fiscalização pega dados de passageiros para ficha epidemiológica sobre o coronavírus.

Nessa quarta-feira (13), a Polícia Civil de Roraima encontrou o carro de Rafael capotado na BR-174, em Caracaraí, ao Sul do estado. A suspeita era de que ele planejava fugir para a Espanha, passando pela Venezuela. A Polícia Civil do Amazonas chegou a informar que ele havia conseguido entrar no país.

Kimberly era a atual Miss Manicoré e cursava odontologia da Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro). Ela foi sepultada na tarde de terça (11) em Manicoré, no interior do Amazonas, a 330 Km da capital amazonense.

Rafael, de acordo com a polícia de Manaus, é natural de São Bernardo do Campo (SP) e se mudou para Manaus em 2017, quando ingressou no Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT11).

Suspeito foi localizado pela Polícia Militar em um barraco de madeira — Foto: Polícia Militar/Divulgação
Suspeito foi localizado pela Polícia Militar em um barraco de madeira — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Miss assassinada

O corpo da missa Miss Manicoré, Kimberly Karen Mota de Oliveira, de 22 anos, foi encontrado na madrugada de terça-feira (12), dentro do apartamento de Rafael Rodrigues, de 31 anos.

A última vez que a família teve contato com miss foi no domingo (10), quando ela moça disse que estava com o namorado, relatou um tio . Na noite de segunda-feira (11) familiares foram até o apartamento do suspeito mas não foram atendidos.

Durante a madrugada de terça a família recebeu a ligação da polícia informando que ela havia sido encontrada morta no local. Na varanda do apartamento do suspeito, a polícia encontrou a faca usada no crime.

A delegada Zandra Ribeiro, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), ode o caso é investigado, disse que a miss havia terminado a relação com o suspeito. Uma amiga da vítima contou à polícia que o namorado buscou a jovem no domingo (10) e a levou até o apartamento dele.

"Nós acreditamos que eles tiveram alguma briga, porque eles tinham esse relacionamento que ela pôs fim. E, como ela foi morta a facadas, a gente acredita que realmente houve uma briga entre os dois e que acabou ocorrendo essa tragédia", disse a delegada.

Rafael e Kimberly se conheceram em uma boate de Manaus, mas, segundo a investigação, ele já acompanhava a miss pelas redes sociais antes de se relacionarem.

G1 PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search