[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Polícia concluí que gerente gerente do Banpará em Alter do Chão simulou assalto na agência

Após um mês depois do suposto assalto em agência do Banpará na vila de Alter do Chão, em Santarém, no oeste do Pará, a Polícia Civil concluiu o inquérito e apontou que o gerente do banco não foi vítima de bandidos e ele mesmo simulou a ação criminosa. A quantia levada não foi revelada.

Assalto na Agência do Banpará Alter do Chão aconteceu no dia 14 de abril de 2020 — Foto: Reprodução/Redes Sociais

O delegado responsável pelas investigações contou que o gerente foi ouvido duas vezes em depoimento e as informações repassadas não sustentaram a tese de que ele teria sido vítima de sequestro para posterior roubo a banco.

"Aquilo ali não aconteceu. Nosso entendimento é de que ele mesmo realizou a subtração de valores no posto bancário e posteriormente simulou a situação de roubo a banco a fim de acobertar o desfalque do erário do posto, chegando inclusive, a atear fogo no próprio carro com documentos, dando destino ao DVR com as imagens da agência e o próprio telefone celular", informou o delegado Alexandro Napoleão.

As investigações apontam que o gerente não contou com apoio na ação. Nos dois depoimentos prestados ele passou informações que ao serem verificadas não tinham a sustentação necessária. "Conseguimos levantar diversas informações que estão documentadas no inquérito policial que contradisseram a versão do gerente", disse o delegado.

Em relação ao montante levado da agência no assalto forjado, a Polícia Civil informou que atendeu ao pedido do Banpará para que o valor não fosse divulgado, mas era um "valor bastante expressivo".

O dinheiro não foi recuperado e o gerente, por não ter sido preso em flagrante, ainda está em liberdade. O caso vai ser enviado à Justiça para os trâmites legais.

O "assalto"

Registrado na manhã do dia 13 de abril, o assalto à agência bancária ganhou rápida repercussão no município. Uma operação foi formada por policiais civis e militares para investigar o crime.


De acordo com informações repassadas pelo gerente à polícia, ele havia sido rendido e sequestrado na própria casa por uma quadrilha e obrigado a ir na agência bancária abrir o cofre. O assaltante estava armado de pistola e além de ameaçar o gerente, também teria feito ameaças aos seus familiares.

Carro do gerente do Banpará foi queimado. Bombeiros foram ao local conter as chamas — Foto: Reprodução/Redes sociais

Carro do gerente do Banpará foi queimado. Bombeiros foram ao local conter as chamas — Foto: Reprodução/Redes sociais

Os criminosos teriam feito o gerente dirigir o próprio carro até o banco. Lá, foi obrigado a tirar o dinheiro e entregá-lo aos criminosos, assim também com o DVR (equipamento que guarda as imagens das câmeras de segurança).

O gerente ainda teve que dirigir pela estrada PA-457 que liga Alter do Chão ao Centro de Santarém, e na metade do caminho, próximo a estrada da comunidade Ponta de Pedras, onde desceu e os bandidos incendiaram o carro.

À época, o gerente disse à polícia que não soube precisar quanto foi levado em dinheiro porque os valores da semana anterior ao assalto ainda seriam contabilizados.

A agência do Banpará em Alter do Chão foi aberta em 6 de março de 2014.


G1 Santarém

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search