[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Mais de 2,1 mil pacientes que tiveram covid-19 estão recuperados no Pará

A imagem de pacientes recebendo alta sob aplausos de profissionais de saúde já virou um símbolo de superação em tempos de pandemia. São pessoas que contraíram a covid-19, algumas evoluíram para um quadro grave de infecção respiratória, mas foram atendidas, receberam tratamento e conseguiram vencer a batalha contra a doença.

Pará tem mais de 4 mil casos confirmados de coronavírus (Foto: Marcelo Seabra

Dos 4.125 casos confirmados de coronavírus no Pará, 2.199 já são considerados recuperados, representando 53,3% das pessoas atendidas no Estado. A rede de saúde pública do Pará conta com 250 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivas para pacientes com sintomas de covid-19, além de 1.150 leitos clínicos.

Todavia, os pacientes quando chegam na rede hospitalar não são só números, são vidas. Antônio Jorge Ferreira, Daniele Gonçalves Pimenta, Roberto Rivelino Lira e muitos outros cidadãos que precisaram de atendimento no Hospital Regional Abelardo Santos (HRAS) puderam constatar isso. Roberto recebeu alta da UTI do Hospital Abelardo Santos com um cartaz em mãos escrito com destaque: “Eu venci o coronavírus”.

Roberto Rivelino Lira ao ter alta médica: “eu venci o coronavírus

E o vencedor fez questão de reconhecer que não esteve sozinho nesta luta. “Sem palavras, a equipe aqui é muito maravilhosa. Eu senti que elas trabalham por amor mesmo. Sou muito grato a todos, faxineiras, técnicas, enfermeiras, médicos. Deram uma atenção muito boa, nem parece um hospital público, estou maravilhado e muito agradecido por tudo”, disse Roberto, ainda muito emocionado.

Daniele Pimenta, 36, também esteve internada na UTI por oito dias e não escondia a ansiedade de voltar para casa. Ela contou que no Hospital encontrou gentileza e acolhimento. “Eles cuidaram muito bem de mim, sempre tudo no horário, comida, medicamento. Sempre verificando se eu estava me sentindo bem ou não, foi bom demais contar com essa equipe que foi muito humana. Eles realmente se preocuparam por todo o tempo”, reconheceu.

Outro paciente que reconhece a atenção de profissionais dedicados foi o atendente de farmácia Antônio Jorge Ferreira, 44, que recebeu alta no último domingo (3), após ficar internado no Hospital Abelardo Santos. Ele conseguiu atendimento no dia 26 de abril, depois de percorrer quase toda a cidade.

“Fui internado aqui numa madrugada de domingo depois de percorrer várias upas, prontos socorros e até hospitais particulares. Ao chegar aqui, fui muito bem atendido por enfermeiros, médicos e outros profissionais. Mesmo cansados, me trataram super bem. Dou graças a Deus por ter sido atendido por esses heróis, estou muito emocionado e feliz” – Antônio Jorge, paciente recuperado de covid-19.

Para um profissional de saúde, a alta de um paciente também representa uma vitória de toda equipe de trabalho. “É a parte mais emocionante de todas. A gente trata todos esses pacientes como se fossem um membro da nossa família. A sensação que todos nós temos é de dever cumprido”, disse o enfermeiro Daniel Tapajós de Freitas, que atua no Hospital Abelardo Santos.

Com informações Jackie Carrera/Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search