[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

COLABORE COM NOSSOS AMIGOS PELUDOS!

Fazer denúncia falsa ou divulgar fake news com fins eleitorais agora é crime, alerta MP eleitoral no Pará

A lei nº 13.834/2019, publicada em novembro de 2019, e que já está em vigor, prevê pena de até oito anos de prisão e multa para quem fizer denúncia falsa com finalidade eleitoral. Quem estiver ciente da inocência do acusado e mesmo assim divulgar fake news com fins eleitorais, também está sujeito a essas penas.

Segundo a Procuradoria Regional Eleitoral, a fiscalização com punição para quem for flagrado disseminando calúnias será uma das prioridades do órgão para esse ano de eleição.

“A disseminação de notícias falsas em escala industrial, como vimos nas eleições de 2018, é um atentado contra a democracia. Não à toa, a Organização Mundial da Saúde classificou como ‘infodemia’ o alastramento da desinformação durante a pandemia da covid-19. As fake news são virulentas, e tanto podem prejudicar indivíduos, quanto uma sociedade inteira, tanto podem influenciar de um modo nocivo cada eleitor e como o sistema representativo todo”, observa o procurador regional eleitoral, Felipe de Moura Palha.

O crime de denunciação caluniosa com finalidade eleitoral, previsto na lei, pode levar à instauração de investigação policial, de processo judicial, de investigação administrativa, de inquérito civil ou ação de improbidade administrativa, atribuindo a alguém a prática de crime ou ato infracional de que o sabe inocente, com finalidade eleitoral.

MPF-PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search