[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

5 pacientes recebem alta após se recuperarem da Covid-19, em Altamira

Nesta semana, o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, teve um momento especial. Em dois dias, a unidade registrou cinco altas de pacientes com diagnóstico da Covid-19. 
Uma das paciente recebendo alta.

Dos cinco pacientes, três são do município de Anapú, um de Pacajá e outro de Porto de Moz. Até o momento, o HRPT registra 12 altas de pacientes recuperados do vírus

A partir de agora, eles continuarão o tratamento cumprindo o isolamento domiciliar e sendo monitorados diariamente.

Dezenas de colaboradores da instituição, entre profissionais da saúde e da administração, se reuniram no corredor central do hospital com balões e muita alegria para aplaudir a saída dos pacientes.

Renascimento

A agricultora Clarisse Muller, de 55 anos, ficou internada na unidade por seis dias, e agora poderá comemorar o Dia das Mães em casa, com a família. Emocionada, ela agradeceu o atendimento que recebeu no HRPT e pediu para que as pessoas fiquem em casa. “Cuidaram muito bem de mim, todos muito amorosos. No momento do sofrimento, sempre tinha alguém para conversar e tirar aquela tristeza. Eu só quero pedir para que vocês se cuidem ainda mais”, afirmou.

De acordo com Luciane Madruga, diretora Assistencial do HRPT, a alta dos pacientes desperta o sentimento de esperança e gratidão. “Para a gente, a alta deles renasce em nós a força para continuar essa luta. Nos faz ter certeza de que tudo pode dar certo. Além disso, mostra nossa principal missão, que é trazer aos nossos pacientes uma assistência segura e sem danos”, celebrou a gestora.

Xingu 230 com informações da ASCOM PRÓ SAÚDE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search