[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Suspeito de matar mulher a tiros na frente dos filhos é preso em Alenquer após quase 4 anos do crime.

O suspeito de ter matado a vizinha com três tiros de espingarda em Alenquer, no oeste do Pará, foi preso no início da manhã desta quinta-feira (9). O crime aconteceu na comunidade Currutela em 2016, e a vítima foi morta na frente dos filhos, que na época estavam com cinco e 10 anos.

Josecleiton estava em uma motocicleta quando foi preso em cumprimento de mandado no município de Alenquer — Foto: Polícia Civil de Alenquer/Divulgação

Josecleiton Braga Silva, de 31 anos, foi preso por volta das 6h no Ramal Setor 8, na comunidade Serra Azul, distante do centro da cidade cerca de 130 km.

De acordo com o investigador da Polícia Civil, Ilitch Mesquista, chegou ao conhecimento da polícia a localização do suspeito foragido desde o crime. Uma equipe foi montada juntamente com o reservado da Polícia Militar para cumprimento do mandado de prisão e averiguação das informações na comunidade.

Suspeito de ter matado a vizinha em 2016 foi preso em 2020 e com ele apreendido arma e munições, em Alenquer — Foto: Polícia Civil de Alenquer/DivulgaçãoSuspeito de ter matado a vizinha em 2016 foi preso em 2020 e com ele apreendido arma e munições, em Alenquer — Foto: Polícia Civil de Alenquer/Divulgação

Ao chegar ao ramal, os policiais encontraram Josecleiton que recebeu voz de prisão. Ele não resistiu ao cumprimento e deitou no chão para que as guarnições dessem prosseguimento ao que mandados requeriam.

Com ele foram apreendidos uma espingarda e munições. Josecleiton, além de responder pela morte de Maria Jercina Machado, foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.
Participaram a ação policial os investigadores da Polícia Civil Ilitch Mesquita, Afonso e Portela, além dos cabos da Polícia Militar Fábio e Isaac.

Prisão do suspeito foi em uma ramal na comunidade Serra Azul, em Alenquer — Foto: Polícia Civil de Alenquer/DivulgaçãoPrisão do suspeito foi em uma ramal na comunidade Serra Azul, em Alenquer — Foto: Polícia Civil de Alenquer/Divulgação

O crime

Identificada como Maria Jercina Machado, de 41 anos, a vítima foi morta a tiros de espingarda em outubro de 2016, na comunidade Currutela. Segundo o relato do marido a vítima estava com o filho de dez anos e a filha de cinco na hora do crime. As crianças não foram atingidas.

Segundo informações da polícia, o suspeito conhecido como “Cabral", funcionário de uma fazenda da região era vizinho e amigo do casal. Na tarde do crime, o vizinho foi até a casa de Maria Jercina fazendo ameaças munido de uma espingarda.

Primeiramente Cabral anunciou que tinha ido lá para matar toda a família, inclusive os nove filhos do casal. Em seguida, apontou a arma para os pés de Maria. Houve uma discussão entre os dois e Cabral deu uma coronhada na cabeça da vítima.
Os filhos de Maria Jercina, um menino de dez anos e uma menina de cinco estavam na casa e viram o momento em que Cabral disparou cerca de três tiros na mãe deles. 

Um deles acertou o pescoço da vítima. Assustadas, as crianças correram em direção à mata.

G1 Santarém

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search