COLABORE COM NOSSOS AMIGOS PELUDOS!

Estação chuvosa aumenta incidência de doenças e algumas orientações são feitas, em Itaituba.

Nesta época do ano, são registradas fortes chuvas em todo o estado. Enquanto a estação traz benefícios, pois irriga plantações, ameniza a seca em alguns municípios e torna a temperatura mais agradável,  ela também pode trazer alguns problemas, como deixar o ambiente mais propício para o surgimento  de doenças.


De acordo com o coordenador de endemias, Eurisson Braga, é nessa época do ano que aumentam os riscos de contaminação pela Dengue. Segundo ele, o período de chuva acaba contribuindo para a proliferação do mosquito transmissor da doença. 
" Esse período é o que temos a maior ocorrência de números de casos de Dengue e a orientação é verificar, no dia após a ocorrência da chuva, onde há água  parada e secar a água acumulada no local", disse ele.

 O coordenador  falou sobre os alagamentos que castigaram alguns bairros de Itaituba e orientou sobre os cuidados e prevenções contra outras doenças como a Leptospirose, que é transmitida pela urina do rato. Segundo ele, em 2018 três óbitos pela doença foram confirmados. 
" o período chuvoso causa duas preocupações, primeiro a Dengue, Zika  e Chikungunya e segundo uma pior, que é a Leptospirose", explicou. 

Eurisson Braga orientou sobre os sintomas afirmando que se a pessoa sentir febre, dor de cabeça, dor nas juntas, dor no corpo, deve procurar imediatamente  o posto de saúde mais próximo para notificar, pois pode ser uma das doenças citadas e  que sem os devidos cuidados, podem levar a óbito. 

O levantamento do Índice Rápido ( LIRA), feito mensalmente, é uma maneira de detectar onde estão os principais pontos de criadouro do mosquito. De janeiro até o mês atual, somente 14 casos de Dengue foram confirmados em Itaituba, mas de acordo com o coordenador de endemias esse número pode ser ainda maior, porque muita gente acaba se automedicando e não procura as unidades de saúde. Portanto, ele reitera a importância de procurar unidades de saúde para dar início ao tratamento correto  das doenças.


Diante disso, o coordenador de endemias ressalta que a prevenção ainda é a maior forma de evitar as doenças, devendo cada cidadão fazer sua parte. Eurisson alerta para cuidados como prevenir que o mosquito nasça e não  fazer uso de qualquer medicação. Em casos de suspeita de Dengue, não ingerir remédios como : AAS, Nimesulida  e nem dicoflenaco, pois o uso pode agravar a doença.

Plantão 24horas News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search