COLABORE COM NOSSOS AMIGOS PELUDOS!

Parceria Semed/CPT lança campanha “Escravo, nem pensar”, em Itaituba

A campanha de combate ao trabalho escravo no Brasil começou a ser massificada a partir do ano de 1997, quando o país foi condenado pela Organização Internacional do Trabalho, pela fragilidade nas políticas públicas de prevenção e combate ao trabalho escravo.
Mobilização social em Bacabal (MA

O Brasil voltou a ser alvo de críticas internacionais em 2018, quando foi incluído na lista suja de países acusados de descumprir normas internacionais de proteção dos trabalhadores, e o país acabou sendo incluído em um grupo de 24 países, ao lado do Haiti e do Camboja. Na prática, a política brasileira mais comenta do que age quando se trata de dívida social, e o trabalho escravo é uma delas.

José Raimundo é coordenador da CPT/Tapajós

Por causa disso, a Comissão Pastoral da Terra, representada na região do Tapajós por José Raimundo, propôs uma parceria com as secretarias de educação dos municípios paraenses para fortalecer uma campanha denominada ‘escravo nunca mais’. A campanha prioriza o ambiente escolar como ponto de partida para multiplicas as informações que podem contribuir para prevenir o trabalho escravo.

Orivalda Victor é coordenadora de
Ensino Fundamental da Semed

Na cidade de Santarém, a coordenadora de educação fundamental da Secretaria de Educação de Itaituba, professora Orivalda Victor, já participou de três formações relacionadas ao assunto, e se fez qualificar para dar início ao processo de multiplicação dessas informações, começando pelo ambiente escolar, envolvendo os alunos do ensino fundamental, que poderão levar essas orientações para auxiliar no combate ao trabalho escravo.

Mobilização social em Bacabal (MA)

A campanha se desenvolve por todo o país, com ênfase nos estados do Norte e Nordeste, regiões que apresentam os maiores índices do problema, que chama a atenção das autoridades brasileiras e acabam deixando o país em situação incômoda diante da comunidade internacional.

Educadores da rede pública participaram do evento

Durante o encontro, que aconteceu no auditório da Secretaria de Educação, foram exibidas peças publicitárias produzidas pelo Repórter Brasil, além de distribuídas revistas e kits explicativos sobre como se desenvolve a campanha.
Portal Mauro Torres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search