COLABORE COM NOSSOS AMIGOS PELUDOS!

Motorista de aplicativo tem carro danificado por taxistas após chamada em Itaituba

Na tarde desta segunda-feira (20), por volta das 17h30, um motorista de aplicativo, identificado como Samuel Pereira do Nascimento, de 27 anos, sofreu represálias de pelo menos três taxistas após um chamado para o terminal hidroviário, na orla de Itaituba. O caso foi parar na delegacia.


Em entrevista, a vítima relatou que ao chegar no local do chamado, na meia rotatória do terminal hidroviário, seu carro foi fechado por três taxistas.

“Eu percebi que um carro SPIN me fechou por trás, um GOL ficou no meio impedindo de passar na via e o Renault Duster branco fechou completamente a saída. Aí eu percebi que isso não é de praxe e tentei sair por cima da calçada, um dos taxistas entrou na frente e começou a bater no vidro, quebrou o retrovisor.” disso o motorista.

O taxista que teria causado danos ao veículo do motorista foi identificado como Juarez Oliveira Filho, de 35 anos, que foi conduzido pela polícia até a delegacia após supostamente ter desacatado os policiais durante a abordagem. Em depoimento, o taxista disse que os motoristas de aplicativos trabalham sem regulamentação, de forma irregular, e que tudo aconteceu como forma de chamar a atenção dos órgãos de trânsito.

Juarez declarou ainda que não danificou o veículo da vítima e que quase foi atropelado por ele. Ele também negou que tenha dado socos em Samuel e desmentiu que tenha desacatado os policiais durante a abordagem.

Após o ocorrido a vítima procurou a delegacia de polícia para registrar o fato e afirmou que seu veículo ficou com retrovisor danificado durante a represália.

“A gente não tá fazendo nada de errado. A gente paga seguro, IPVA, tudo certinho, a lei respalda a gente fazer. Estamos legalizados.” finalizou o motorista de aplicativo.

A “Lei Uber”

Com o surgimento do serviço de transporte individual privado oferecido por aplicativos, a mobilidade urbana no brasil passa por uma profunda transformação. Esta modalidade de transporte urbano tem previsão na Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei Federal 12.587/2012) e foi regulamentada nacionalmente com a Lei Federal 13.640/2018 (Lei Uber).

A “lei uber”, como ficou conhecida, foi resultado de um intenso debate no Congresso Nacional, legalizando a atividade dos motoristas parceiros de aplicativos e delega aos municípios a competência para regular e fiscalizar o transporte individual privado, mas nunca proibi-lo.

Portal Giro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search