COLABORE COM NOSSOS AMIGOS PELUDOS!

Funcionário sofre AVC, empresa não dá assistência e bloqueio de balsas é iminente, em Itaituba


Um caso que vem ganhando bastante repercussão nas redes sociais, e que envolve uma das empresas mais tradicionais no município de Itaituba, Rodonave Navegações Ltda, está gerando revolta em muitos moradores do Distrito de Miritituba, em Itaituba.

Batistinho Pereira da Silva, de 37 anos, muito conhecido pelo apelido de “Batistinha”, morador do bairro DNER no distrito de Miritituba, é funcionário da empresa Rodonave há cerca de 10 anos. Profissionalmente, ele é descrito como responsável, pontual e também muito dedicado à função que exerce.

Batistinho Pereira da Silva, de 37 anos.
Por volta das 7h da manhã desta última sexta-feira (24), Batistinha sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) mais conhecido como derrame cerebral, enquanto estava trabalhando. Imediatamente ele foi socorrido e levado para o hospital Municipal de Itaituba - HMI onde permanece até o presente momento. Conforme informações, esta foi a primeira vez que ele foi acometido por esta doença crônica.

Após exames médicos, Batistinha foi diagnosticado com Coágulo no cérebro, sendo necessário com urgência sua transferência para a Unidade de Terapia Intensiva - UTI, em Santarém. Contudo, ainda não existe leito disponível para ele; o que prolonga ainda mais o tratamento.

Empresa Rodonave Navegações no cenário 

O grande estopim que originou revolta de familiares, amigos, população do Distrito e até mesmo de funcionários da empresa, foi a não prestação de assistência da empresa com o funcionário Batistinha, visto que o acidente se deu no exercício de suas atividades laborais. 

Escritório da empresa em Itaituba. Foto: reprodução/redes sociais.
Em conversa com a filha da vítima, Ana Lúcia, ela contou que um colaborador do setor financeiro da empresa, o Sr. Gabriel, teria ido até o hospital, uma vez tendo conhecimento do ocorrido, no entanto, não teria deixado nada de concreto quanto ao que a empresa faria por ele, em questões médicas.

“O seu Gabriel, que sempre vem pra fazer o recolhimento do dinheiro, ele foi no hospital. Mas como o meu pai bebia, então ele disse que ele tava assim por conta disso. Agora o seu Zumir, que é o gerente da empresa, nunca se pronunciou ou algo do tipo”, contou à redação do Plantão.

Possível mobilização para paralisar balsas 

Diante de toda esta situação, somado a omissão da empresa em dar suporte ao seu colaborador, cogita-se uma possível paralisação das atividades das três balsas que operam no rio Tapajós, entre Miritituba e Itaituba, todos os dias, caso não haja nenhum posicionamento sólido da Rodonave. 

A reportagem tentou contato com o gerente da empresa, todavia, não obteve nenhuma resposta até o momento.

Confira o posicionamento de alguns internautas 

Internauta 01. 
Internauta 02.


Internauta 03. 
Internauta 04.
Internauta 05.
Internauta 06.

Plantão 24horas News 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search