[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
pará
Polícia Federal
Polícia Militar
politica
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
Saúde
traficante
Traficantes

Preso assassino de sargento da PM em Santarém; 'nos conhecemos pelo Facebook'

Diego Oliveira, 18 anos, contou a polícia que durante uma discussão ele teria sido ferido pelo sargento com uma faca. Foi preso na tarde desta quinta-feira (12), em uma comunidade no km 101 da BR-163, em cerco das polícias Civil e Militar de Santarém, oeste do Pará, um jovem de 18 anos que confessou assassinado a golpes de faca o sargento da PM Edmilson Cardoso de Oliveira, 49 anos.

Assassino  chegando na delegacia.

O corpo do sargento foi encontrado na sua residência, na Rua Tomé de Souza, bairro Santarenzinho, na manhã de hoje, depois que vizinhos notaram o portão aberto, chamaram pelo policial e ninguém apareceu para abrir a porta. A polícia foi acionada pelos vizinhos, e quando chegou ao local encontrou o corpo do sargento na sala.
Sargento da Polícia Militar, Edmilson Cardoso, foi encontrado sem vida na casa onde morava no bairro Santarenzinho — Foto: Reprodução/Redes Sociais
(Sargento da PM de Santarém)

"O rapaz tentou fugir, mas nós fechamos o cerco e o pegamos. Ele disse que conheceu o sargento pelo Facebook, que eles combinaram de se encontrar na casa do sargento. Na residência do sargento eles beberam, teria havido uma discussão e antes de cometer o crime, ele teria sido ferido à faca pelo sargento. essa é a versão dele", contou o chefe de Operações da Polícia Civil, investigar Hélio Rêgo.
(Equipe da PC de Santarém)

Diego Silva de Oliveira, 18 anos, que é morador da comunidade Tabocal será levado ao Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo para atendimento médico. Ele apresenta cortes no abdômen e no peito.

Segundo o delegado Gilvan Almeida, da Delegacia Especializada de Homicídios, disse que a prisão de Diego foi resultado de diligências contínuas realizadas desde que a polícia foi comunicada do crime. Ele disse ainda que as circunstâncias do crime serão esclarecidas a partir da coleta de depoimentos.
(Moto da vitima estava com o criminoso)

"Nós vamos levar o rapaz para atendimento no Hospital, uma vez que ele está ferido, depois vamos coletar o depoimento dele, lembrando que ele tem o direito de permanecer calado se assim desejar. Mas temos também a perícia que esteve no local. Identificamos que houve luta corporal e a possível arma do crime foi apreendida. Todos esses elementos vão municiar o Ministério Público para uma futura ação penal", relatou delegado Gilvan.

Fonte: G1-SANTARÉM-PA 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search