[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes
O MELHOR DA TV ACABO PARA SUA DIVERSÃO
SUA SORTE LHE AGUARDA, VEM PRO ITA FELIZ!

Sauditas demonstram interesse em construir Ferrogrão que ligará MT ao PA, diz Ministro


Arábia Saudita vai investir US$ 10 bilhões por meio de fundos soberanos no Brasil, informou hoje o governo federal. O anúncio foi feito pelos ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) em Riade, capital do país árabe, após encontro do presidente Jair Bolsonaro com o príncipe herdeiro Mohammed bin Salman. 

O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, e o presidente Jair Bolsonaro
Eles afirmaram que os setores contemplados ainda serão definidos, mas a tendência é que projetos de infraestrutura e agronegócio tenham prioridade.

Segundo os ministros, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) autorizou a criação de conselho que ficará responsável por auxiliar nas negociações e dúvidas técnicas. O grupo deverá ser alocado na Casa Civil. O montante virá do Fundo de Investimento Público saudita (PIF).

De acordo com Onyx, os trabalhos para a efetivação dos investimentos começarão "imediatamente" na volta da comitiva presidencial ao Brasil. Ele não deu prazo final para as aplicações.

Onyx Lorenzini. Foto: Reprodução 
Projetos de privatizações e concessões do PPI (Parceria de Programas de Investimentos), incluindo o setor de óleo e gás, serão propagandeados para receberem fatia dos investimentos. Onyx Lorenzoni acrescentou que os sauditas já demonstraram interesse em construir a ferrovia "Ferrogrão", de 1 mil km de extensão que ligaria o Mato Grosso ao Pará, para o escoamento de produtos agrícolas. O custo estimado deste projeto é de aproximadamente R$ 3 bilhões.

Representação de uma ferrovia.
O ministro negou que tenha havido pedido de contrapartida aos investimentos por parte dos sauditas e defendeu que os sauditas querem acessar a América Latina a partir do Brasil. Ele afirmou que reformas promovidas pelo governo, como a da Previdência, e medidas de desburocratização foram importantes para atrair o fundo soberano.

Segundo o governo federal, o Brasil é o sexto país a receber aportes do fundo soberano saudita. Os outros são Estados Unidos, Japão, África do Sul, Rússia e França. Os ministros fizeram questão de ressaltar que o valor é o mesmo investido na Rússia e o dobro do da França.

UOL


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search