[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Vereadores Ruropolenses protocolam pedido de CPI para apuração de possíveis fraudes em procedimentos licitatórios.

Na ultima sessão do poder  legislativo do município de  Rurópolis, realizada no dia 30  de agosto do ano em curso, os  vereadores Raimundo Nonato, Maciel Albuquerque, Marcos Furtado e Marcelo da  Piçarreira, protocolaram pedido de instauração de CPI, com o intuito de apurar possíveis irregularidades em procedimentos licitatórios no município.

Vereadores que protocolaram pedido de instauração de CPI.

Tal pedido deu-se em decorrência
da omissão do município em apurar administrativamente possíveis irregularidades ocorridas  em procedimentos licitatórios envolvendo o município e a empresa A. F. Transportes.

Apesar  dos vereadores signatários do pedido de CPI, terem solicitado junto à prefeitura,  anteriormente informações sobre abertura de algum PAD interno, inclusive com requerimento  nesse sentido fora apresentado, contudo foi reprovado pela maioria da base governista, com  isso, o município permaneceu inerte. Assim, tendo em vista que há no judiciário em tramitação três denuncias por ato de improbidade administrativa, processos: 0800312-24.2018.8.14.0073, 0800313-09.2018.8.14.0073, 0800314 91.2018.8.14.0073, apontando
fraudes em licitações na prefeitura de Rurópolis ocorridos no ano de 2017, envolvendo a  empresa A. F. Transportes e membros da gestão municipal, inclusive o próprio prefeito municipal, no entanto, até o momento não surtira qualquer efeito, visto que a citada empresa participou de outros procedimentos licitatórios como Pregão Presencial 025/2019 e  concorrência 002/2010 tendo como objeto: DISTRIBUIÇÃO, COLETA E TRANSPORTE DE  CONTÊINER CONTENDO MATERIAL ARENOSO, RESTOS DE CONSTRUÇÃO E PODA DE  ÁRVORES - DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA POTÁVEL POR CAMINHÃO PIPA - CAPINA MECÂNICA  E MANUAL DE PRAÇAS E LOGRADOUROS DO MUNICÍPIO E PRÉDIOS PÚBLICOS, onde a mesma empresa A. F. Transportes) venceu o referido certame, entretanto, por ter ofertado  preço inexequível, não assinou o referido contrato, ocasionando prejuízos ao município, posteriormente, como não havia nenhum impedimento, em vista da omissão do município em  abrir procedimento para declarar tal empresa inidônea, quando da denuncia, esta participou  do procedimento licitatório 002/2019, com o mesmo objeto da anterior que fora  prejudicada, mas na modalidade Concorrência, vencendo tal certame e, apesar de ser a  responsável por prejudicar procedimento anterior, assinou contrato com o município no valor  de R$: 5.205.770,94 (cinco milhões, duzentos e cinco mil setecentos e setenta reais e  noventa e quatro centavos). Desta forma, devido aos fortes indícios de improbidade 
administrativa e de crime de responsabilidade, e omissão da gestão municipal na apuração de  tais irregularidades administrativas e, por não compactuar com tal omissão da gestão
municipal, cabe ao legislativo, à criação da Comissão Parlamentar de Inquérito, dar cumprimento efetivo à missão constitucionalmente atribuída ao legislativo de “fiscalizar os  atos da Administração Pública” e propugnar pelo bem da comunidade, ou seja, o interesse  público, oferecendo subsídios às ações de competência dos Poderes, no que eventualmente  lhes couberem, em especial do Ministério Público, da Administração Pública e do próprio legislativo.

Fonte: Plantão 24horas News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search