[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Jovem de Novo Progresso é morto a tiros por Legionário Francês em área de garimpo na Guiana Francesa

A Delegacia de Polícia Civil de Oiapoque, no extremo norte do Amapá, confirmou a morte do brasileiro Gleibson Pereira Lopes, de 28 anos, assassinado a tiros numa área de garimpo na Guiana Francesa, território ultramarino europeu, que faz fronteira com o Brasil.

A morte ocorreu no domingo (22) numa área isolada e o corpo foi trazido por garimpeiros para Oiapoque na segunda-feira (23). A Polícia Civil informou que Gleibson era uma espécie de atravessador ilegal e levava suprimentos para áreas de exploração garimpeira.

Gleibson Pereira Lopes vestido com a mesma camisa que foi encontrado morto — Foto: Facebook/Reprodução

Um vídeo feito dentro da mata por colegas de Gleibson e divulgado nas redes sociais mostram o corpo do garimpeiro na floresta com várias perfurações de balas. Na gravação, a morte é atribuída a militares franceses conhecidos da Legião Estrangeira, que integram o Exército.

O Ministério das Relações Exteriores, em nota, informou que o Consulado do Brasil em Caiena, capital da Guiana Francesa, está acompanhando o caso.

A cônsul adjunta brasileira na Guiana Francesa, Christiane Aquino, disse por telefone à Rede Amazônica que entrou em contato com as autoridades do país, que confirmaram a prisão do militar apontado como autor dos disparos.

"As autoridades francesas já admitem que foi um militar da Legião Estrangeira que fez os disparos acidentalmente, que já está preso e que já foi aberto um inquérito policial militar. Em paralelo à Polícia Civil está com inquérito", explicou.

A acusação aos policiais foi confirmada pela Polícia Civil do Amapá. Segundo o delegado Bruno Almeida, de Oiapoque, caso seja confirmado que o brasileiro foi morto pelo legionário francês, as investigações devem ficar sob a atribuição francesa.

De acordo com informações, fazia menos de dois anos que o progressense foi arriscar a sorte na vida em região de garimpo no Amapá. Ele foi sepultado em Guiana Francesa. O governo brasileiro está acompanhando as investigações.

Fonte: G1 Amapá e Folha do Progresso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search