[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Jovem adotada recém-nascida procura a mãe biológica que possivelmente mora em Itaituba


Bruna Fernandes Barbosa, de 24 anos, que reside atualmente no município de Feliz Natal, estado do Mato Grosso, procurou o Plantão para pedir ajuda com a finalidade de encontrar a mãe biológica, que possivelmente pode estar morando em Itaituba, para conhecê-la e saber o que de fato aconteceu que fez com que ela chegasse ao estágio de doação.

Bruna Fernandes Barbosa, 24 anos.

Em conversa com a redação do Plantão, Bruna contou que a tia, Irany Fernandes de Souza,  disse a ela que a mãe biológica a deu ainda quando era recém-nascida, em consequência de um relacionamento que teve com um japonês, o qual a limitava de cuidar da filha. "Ele não deixava ela cuidar de mim. Eu chorava de noite e ele brigava e não deixava ela ir olhar eu e cuidar de mim" afirmou Bruna o que contou a tia.

Diante de tais limitações originadas pelo companheiro que a impedia de exercer seu papel de mãe em todos os âmbitos típicos, ela então decidiu doá-la a quem realmente tivesse condições financeiras e disponibilidade para cuidar. Informada da vinda de Maria L. de Souza Fernandes, mãe adotiva de Bruna, à Itaituba, a mãe biológica decidiu conversar com ela sobre a possível doação.

"Minha mãe soube da vinda dela à Itaituba, falou com ela e perguntou se ela não queria uma menina. Disse que o marido não deixava ela cuidar de mim e que não tinha condições de me criar sozinha. Daí a minha mãe adotiva disse que sim, que queria me adotar. Quando foi no outro dia, ela me levou" relatou.

Bruna não sabe nenhuma informação da mãe biológica, nem ao menos o nome. A única informação que tem, uma vez que a tia lhe contou, é a de que seu pai, Romário, mora em Suriname, no entanto, ela nunca conheceu. A mãe adotiva de Bruna morreu há mais de um ano e nunca lhe contou nada sobre a mãe biológica. "Minha tia disse que ela nunca me contou nada sobre a minha mãe biológica, porque ela tinha medo. Eu quero saber a minha história, o que aconteceu" finalizou.

Diante das poucas informações sobre a biografia da mãe, se você tiver alguma informação autêntica que leve ao paradeiro da mãe de Bruna, entre em contato com ela através do Whatsapp (66) 9922-7829.

Siga o Plantão no Instagram Clicando aqui

Fonte: Plantão 24horas News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search