[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes
O MELHOR DA TV ACABO PARA SUA DIVERSÃO
SUA SORTE LHE AGUARDA, VEM PRO ITA FELIZ!

Servidores públicos realizam Greve no Fórum de Itaituba

Desde sexta-feira (20) iniciou uma greve no Estado onde servidores públicos encerraram suas atividades laborais para fazerem algumas reivindicações ao poder do público. O Fórum de Itaituba foi um dos órgãos que aderiu o movimento, iniciando na quarta-feira (28) com a paralisação das atividades que seriam realizadas neste dia, com prazo indeterminado para terminar.

Fórum  de Itaituba

Dessa forma, servidores se reuniram e permaneceram, diversas horas, em frente à sede do Fórum em Itaituba. Seguravam cartazes nos quais apresentavam suas reivindicações, pois, conforme o que relatou Ib Sales Tapajós, Analista Judiciário, a greve é fruto de reivindicações que não foram atendidas pelo Tribunal voltadas para a questão salarial e outras referentes a contratação de novos servidores.


Servidores do Fórum em greve.

Ainda  de acordo com Ib Sales, representante do grupo, a pauta da questão salarial é a atualização do salário acompanhando a inflação, que é um direito previsto na Constituição direcionado aos servidores públicos e exige, do poder público, reajuste anual dos salários, pelo menos no nível da inflação.

“Neste ano o Tribunal não fez isso e houve uma tentativa de negociação do sindicato da categoria junto com o presidente do tribunal, mas não houve acordo, pois o máximo indicado por ele foi 2% de reajuste, enquanto a inflação acumulada é de 4,9%. No caso do TJ, existe uma defasagem de salário de 12%, entre 2016 e 2019, que diminui o poder de compra do servidor”, afirmou Sales.

Ib Sales destacou ainda que as demais questões reivindicadas voltam-se para melhores condições de trabalho, pois existe uma grande necessidade de mais estrutura, tanto pessoal quanto física, porque  precisa-se de mais servidores e juízes presentes nas comarcas do interior.


Servidores durante manifestação.

“Temos destacado para a imprensa que a comarca de Itaituba funciona bastante em função dos servidores que são cedidos pela prefeitura para fazerem as tarefas do dia a dia do Tribunal, porque quando é realizado concurso não é convocada a quantidade suficiente de servidores”, acrescentou Ib.

Além disso, segundo o analista, a outra demanda exige a criação de uma vara para o Juizado Especial, pois existe apenas o Juizado Cível e Criminal. Pois, atualmente o Juizado Especial funciona de forma improvisada, das 15h as 17h somente, ou seja duas horas por dia e não possui Juiz e servidores próprios.

“Os servidores do tribunal, das três varas, fazem uma hora extra, trabalham normal das 8h às 14h e no juizado especial das 15h às 17h para atender a população, assim como os juízes de outras varas”, finalizou.

Ib informou que cerca de 70% dos servidores de todos os setores participam da manifestação, enquanto 30% continuam com as atividades normais, pois estão fazendo uma espécie de rodízio (revezamento), para continuarem atendendo a população. Nesta quinta-feira (29) servidores da OAB participaram da greve.


Servidores da OAB participando da manifestação nesta quinta-feira (29).

Fonte: Portal Giro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search