[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Família procura por mulher que saiu de Itaituba à trabalho e está desaparecida há quase 4 meses

Um família Itaitubense, está a procura de Luciana Semblano da Silva, de 36 anos, mãe de três filhos, que está desaparecida há quase 4 meses quando saiu de Itaituba com outra mulher identificada como Nicinha, conforme informações do irmão, para trabalhar em um garimpo denominado de 180.

Desaparecida

Com a demanda de veiculação do desaparecimento, um irmão de Luciana, Orlando Semblano, em contato com a redação do Plantão, relatou toda a situação do desaparecimento da irmã, bem como o sentimento de aflição e desespero que toda família está sentido, por falta de informações concretas sobre o paradeiro de Luciana.

"Ela foi para o garimpo a primeira vez para o 180, ela passou um mês e retornou. Foi com a Nicinha, trabalhar num bar. Lá, ela volta pra um garimpo em Jacareacanga, que eu não sei qual é esse garimpo" contou o irmão a sequência dos fatos. Conforme ainda relata, até então, eles se comunicavam pelo Whatsapp, contudo, após um certo tempo, ela visualizava as mensagens, mas não respondia.

"Em Abril, a minha mãe mandava mensagem pelo Whatsapp, mas ela só visualizava e não respondia. A última mensagem dela, foi dizendo que ela estava em Jacareacanga, mas não falou qual o garimpo que ela iria entrar. Nós estamos estranhando, porque ela é uma mãe muito presente, ela tem três filhos, ela sempre ligava" finaliza o irmão com sentimento de desespero pela falta de informações sobre o paradeiro da irmã.

Ainda de acordo com informações a nós repassadas, Nicinha, com a qual Luciana saiu com destino ao garimpo 180, afirmou que a última vez que viu ela, foi quando ainda trabalhava no bar localizado no garimpo referenciado. Desde então, perderam totalmente o contato.

Se você foi alçancado por esta publicação e sabe alguma informação verídica que possa levar ao paradeiro de Luciana, entre em contato pelos telefones (93) 99247-8171, Orlando Semblano (irmão), ou (93) 99228-6993, falar com a mãe de Luciana.

Fonte: Plantão 24horas News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search