[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Por que o mercado Itaitubense é tão analítico ao efetivar pessoas?

"Enquanto não tivermos oportunidades no mercado de trabalho, continuaremos sendo estereotipados como inábeis". Turbine sua cognição, abra sua mente, alavanque sua idoneidade, coloque em prática seu raciocínio e interprete a afirmação.


 Talvez o título explícito lhe deixou muito curioso para saber a resposta, ou porque simplesmente você é o alvo desta simples e concisa indagação. A dimensão da resposta ou a construção da resposta requer o levantamento de muitos fatores que contribuem para satisfatoriamente lhe propor uma resolução simples e aceitável, caso decida compartilhar da mesma ideia.

 A persona que as organizações construem e procuram, talvez poucas pessoas se encaixem em tal idealização, em tal formato. Mas será pelo fato de que muitos não possuem nenhuma experiência seja em quaisquer área? Ou por que não buscam construir um combo de conhecimento em uma área específica a qual possa se identificar? Ou ainda, será pelo fato de as empresas exigirem muito onde necessita-se de pouco? 

 Irrefutavelmente, você é uma das milhares de pessoas que possuem cadastro no Sine, com a esperança de ser contatado para uma possível entrevista. Ou que enviou currículo para empresas varejistas para cargo de vendedor(a), assistente ou simplesmente estagiário, certo? Mas você tem experiência? Se a resposta for sim, ótimo, se for não, tenha calma, não se revolte, pense que no mercado existam pessoas com experiências que são menos produtivas e proativas que você, então se veja como alguém útil à serviços.

 O problema que muitas empresas não veem, ou simplesmente deixam de perceber veementemente, é a seguinte: Como vou ter experiência, se não tenho experiência para ter experiência pra me encaixar no nível de experiência que as empresas requerem? Como assim? Isto é muito contraditório, não é? Analogamente falando, é como exigir de uma criança retorno daquilo que não lhe foi ensinada a ser feito corretamente, ou a agir literalmente como se esperam os pais.

 Este é um post sintético e objetivo, a questão da praticidade sempre existirá, mas por causa disto, muitas empresas perdem por não abrir oportunidades para "cabeças novas", com culturas diferentes, comportamentos diferentes, reações distintas, personalidade adaptável e habilidades sem precedentes. Muitas empresas querem métodos novos, estratégias novas, mas não abrem espaço para o processo de oxigenação que só será possível por meio de pessoas.

 Perdeu o único resquício de esperança que você possuía para conseguir uma vaga de emprego? Está com dificuldade de saciar suas necessidades fisiológicas básicas, como introduz Maslow em sua teoria da hierarquia das necessidades humanas? Pra posteriormente subir para os demais estágios? Lhe ratifico uma máxima: Não fique estático diante do mercado, não se fruste por situações típicas que acontecem no mundo corporativo, busque ser sua melhor versão no tocante à qualificações e se autosurpreenda.

 E nunca se esqueça: Quebre o paradigma de estudar para ser empregado de alguém, a relação de subalternidade sempre existirá, mas estude disciplinarmente para construir seu próprio espaço, empreenda, estabeleça  suas regras, seus métodos, princípios e valores bases pra sustentar sua idealização. Estude para ser empregador e não subordinado, quebre este conceito arcaico e conquiste seu espaço no mercado, construa seu trampolim paulatinamente, se posicione, e voe nas dimensões do mundo do trabalho e explore-o. Saia da inércia!
 Seja cético quanto à "padrões", "modelos prontos" ou "viés construídos", tachados como adaptáveis a quaisquer tipo e tamanho de negócio, que lhe possibilitará ter novas formas de crescimento e expansão, os quais são disseminados principalmente pela internet. Reivente, ouse correr riscos e seja lembrado por isso.

Parafraseando um provérbio chinês: se você não mudar sua direção, terminará exatamente onde começou.  


Portal Itaituba
Texto: Esdras Teixeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search