Adepará anuncia parceria com a Fábrica Esperança

Adepará anuncia parceria com a Fábrica Esperança

A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará, por meio de sua equipe de servidores, está cumprindo, nesse mês de julho, uma agenda de visitas a várias instituições do Estado, para conhecer projetos, avaliá-los e efetivar contratos que tragam o ganho comum. Na sexta-feira (12), o diretor-geral Lucivaldo Moreira Lima, liderou os colaboradores em uma visita à Fábrica Esperança e de lá saiu com propostas para pelo menos três parcerias que, desde já, passam a se configurar como contribuições da Adepará, para o Programa Territórios Pela Paz, do Governo do Estado.


A primeira delas é um contrato para uniformizar colaboradores da Agência de Defesa. A ideia está no orçamento e prevê a confecção de peças de vestuário, chapéus, bonés, coletes, dentre vários outros acessórios. Com isso, haverá a redução de custos, que normalmente é mais elevada no mercado tradicional e, por outro lado, vai garantir o estímulo à inclusão social, pois será uma atividade desenvolvida por colaboradores da Fábrica Esperança.

A segunda proposta de contrato entre instituições do Estado foca também no setor de serviços. A ideia é que jovens oriundos da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), após cumprirem suas medidas sócio-educativas, sejam contratados para fazer limpeza e higienização de unidades da Adepará no interior do Estado. Os jovens, com isso, ganham uma chance para serem inseridos no mercado de trabalho e ajudar no desenvolvimento das atividades da Defesa Agropecuária, mantendo os espaços sempre limpos.

Por fim, o prédio que estava destinado a ser a nova sede da Adepará, no bairro da Campina, centro de Belém, poderá sediar a Fábrica Esperança. "Se fôssemos reformar esse imóvel, gastaríamos muito. Mas com a parceria com a Fábrica Esperança, a gente o cede a eles, divide as despesas, nos ajudamos mutuamente e todos saem ganhando", diz Lucivaldo Lima.

"O diretor-geral da Adepará, Lucivaldo Lima, nos visitou e comprovou que o projeto social da Fábrica Esperança está voltando a ter a credibilidade que tinha. É um projeto de extrema importância para o nosso Estado e nos honra muito trabalhar em parceria", informou o titular da Fábrica Esperança, Artur Jansen.

Ainda segundo Lima, a meta é fazer com que os servidores já comecem, nos próximos dias, a desempenhar suas funções trajando os uniformes confeccionados na Fábrica Esperança. As visitas a várias instituições do Estado proporcionam a interação, ajuda mútua, redução de custos e melhorias dos processos de eficiência da gestão pública.

"Essas são algumas de nossas colaborações ao projeto Ter Paz, do Governo do Estado. Queremos também criar um selo que identifique a adesão ao projeto social da Defesa, pois em cada local que nossa instituição estiver, iremos divulgá-lo por meio do nosso trabalho de Educação Sanitária", finaliza o diretor-geral da Adepará.

(Adepará)

Postar um comentário

0 Comentários