Homem é preso acusado de estupro de vulnerável em Crepurizinho

Homem é preso acusado de estupro de vulnerável em Crepurizinho

José Edimilson da Conceição, de 62 anos de idade, foi preso por policiais militares destacados na região garimpeira de Itaituba; Crepurizinho, no sábado, 01/0/|2019, por volta das 16h:00min, sob acusação de estupro de vulnerável.


Segundo informações apuradas, na sexta feira, 31/05/2019, a mãe de uma menor de 12 anos de idade, procurou o (DPM), para comunicar que sua filha tinha desaparecido. Ao anoitecer a mulher procurou a polícia novamente, dessa vez, para comunicar que sua filha já tinha retornado para sua casa, porém estava achando estranho seu comportamento, estava molhada e assustada.

Policiais militares foram até a casa onde a menor estava, a princípio a mesma não falou nada do que tinha acontecido, porém depois de muito tempo, após uma conversa com uma policial militar na presença da mãe, a menor relatou que; José Edimilson a chamou para ir tomar banho em uma “Grota” ainda no distrito, com a promessa de dar uma moto para ela andar, e feito outras promessas, ela aceitou o convite, e quando chegou ao local; José teria passado a mão em seu corpo, pedido para a mesma tirar a roupa, e ainda tentado abusar sexualmente da mesma, a garota disse ainda que; José teria ejaculado em sua perna, e lhe ameaçado de morte, se caso ela contasse para a mãe ou para a polícia o que tinha acontecido.

De posse dessas informações, os policiais militares fizeram várias diligencias no distrito, mas naquele momento; José Edimilson não foi encontrado. Apenas no sábado, 01/06/2019, José foi localizado em um “Baixão”, recebeu voz de prisão, não reagiu, foi preso e conduzido para 19ª seccional urbana de polícia civil de Itaituba para todos os procedimentos. Na delegacia em sua defesa José Edimilson negou a acusação. 

O conselho tutelar foi acionada para acompanhar o caso. A menor foi trazida para Itaituba, e passou por exames, porém não foi constato nenhuma alteração em suas partes intimas. 

O caso foi apresentado ao Delegado Marcelo, que autuou José Edimilson de acordo com o Art. 215-A. Praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro: (Incluído pela Lei nº 13.718, de 2018). Pena - reclusão, de 1 (um) a 5 (cinco) anos, se o ato não constitui crime mais grave. (Incluído pela Lei nº 13.718, de 2018).

Nesta quarta-feira, 05/06/2019, José Edimilson será levado para audiência de custódia. 

Fonte: Junior Ribeiro 

Postar um comentário

0 Comentários