POLICIA CIVIL DE RURÓPOLIS DEFLAGRA OPERAÇÃO MONTE CRISTO

POLICIA CIVIL DE RURÓPOLIS DEFLAGRA OPERAÇÃO MONTE CRISTO

No início da manhã de hoje, 08/05/2019, Policiais Civis da 19 Seccional de Itaituba, sob o comando do delegado Vicente Ferreira Gomes e policiais civis de Ruropolis sob o comando do delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho deflagram a OPERAÇÃO MONTE CRISTO, onde deram cumprimento a dois mandados de busca e apreensão e duas prisões temporárias para fins de investigação de dois homens suspeitos de estarem envolvidos em crimes de porte ilegal de arma de fogo, disparo de arma de fogo em lugar habitado, ameaça e associação criminosa, fato ocorrido na data de 26/03/2019, na comunidade Santa Clara, Km 60 no município de Rurópolis, onde vários moradores daquela localidade foram expulsos sob violência e grave ameaça praticada por homens fortemente armados que além de dispararem contra suas barracas ainda atearam fogo. 


As investigações estavam correndo em sigilo sob o comando do delegado de Policia Civil de Rurópolis, onde foi possível se chegar ao nome de dois suspeitos os quais tiveram sua prisão temporária decretada.
A polícia civil declarou ainda que a Operação Policial alcançou 100% de êxito culminando com as buscas as prisões em flagrante dos suspeitos por terem sido encontrados na residência de um deles 6 (seis) cartuchos de espingarda calibre 20 e 2 (dois) cartuchos de espingarda calibre 28 e na de outro uma espingarda calibre 28, sem marca nem numeração aparentes, uma espingarda calibre 20, de fabricação caseira e 12 (doze) cartuchos calibre 28.


As armas e munições foram apreendidas e serão encaminhadas para serem submetidas a exame pericial de balistica.
Os supeitos foram presos na comunidade de barreiras que fica a 70 km da sede do município e ficarão a disposição da justiça. Os nomes dos custodiados de justiça ainda não foram revelados, pois as investigações continuam em andamento e se apura se há outras pessoas envolvidas.



Fonte: Weslen Reis  - Blog Plantão 24horas News com informações  da Polícia Civil.

Postar um comentário

0 Comentários