Operação Reação está à procura de dois foragidos na região de Rurópolis


APREENSÕES REALIZADAS DURANTE A OPERAÇÃO


 

POLICIAIS CIVIS CUMPREM MANDADOS DE BUSCA E APREENSÃO

Dois homens que integram uma associação responsável por crimes em Rurópolis, sudoeste paraense, permanecem foragidos, desde o último dia 5, após a realização da operação Reação coordenada pela Polícia Civil. A ação policial teve por objetivo cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão em casas usadas em tráfico de drogas e de esconderijo de criminosos no município. Ao todo, seis foram presos durante a operação. A ação policial contou com policiais civis da Superintendência Regional do Tapajós (Itaituba); da Superintendência Regional do Xingu (Altamira) e da Delegacia de Rurópolis, e policiais militares do município.


No último dia 5, as equipes policiais saíram às ruas para cumprir os mandados judiciais de prisão preventiva e temporária. Durante a operação, duas pessoas foram presas em flagrante. Ao cumprir mandado de prisão preventiva de Marcos Antonio da Silva Gaia, em sua casa, no bairro Zanotto, ele reagiu e trocou tiros com os policiais civis, vindo a atingir um escrivão de Polícia Civil no pé. Logo em seguida, ele foi baleado e socorrido até o Hospital Municipal e depois para o Hospital de Santarém, onde está internado na condição de preso de Justiça. Com ele, um revólver calibre 38 com cinco munições foi apreendido.


Dentro da casa dele, 14 munições 31 petecas de crack foram apreendidos, além de câmera fotográfica, celular e um carregador de celular. A mãe de Marcos, Maria Antonia Nunes da Silva, foi presa em flagrante, pois as munições foram encontradas em seu quarto e por permitir a prática do tráfico de drogas no imóvel. O policial civil foi socorrido e passa bem. Entre os criminosos, explica o delegado Ariosnaldo Vital Filho, estão envolvidos com tráfico de drogas e participantes de grupos criminosos que estão ameaçando autoridades do município. 


Entre os crimes praticados está o homicídio ocorrido em 11 de março deste ano, que teve como vítima Matheus Nascimento da Silva, apontado como envolvido em uma facção criminosa responsável por roubos, tráfico de drogas e outros crimes na região. Foram presos, na operação, Joerlisson Nascimento de Oliveira; Weyder Nascimento Veríssimo, de apelido Jamaica; Marcos Antonio da Silva Gaia; José Nilson Barbosa Santiago; Elder da Silva Moura, conhecido por Manin, e Maria Antônia Nunes da Silva, mãe de Marcos Antonio. Dos seis presos, Marcos Antonio e Maria Antônia foram autuados em flagrante. Santiago foi preso em Altamira e os demais em Rurópolis. Estão foragidos André Coelho da Silva e Edward da Silva Vieira.

Fonte: Blog Plantão 24horas News com informações da Polícia Civil de Rurópolis

Postar um comentário

0 Comentários