[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Campanha contra Influenza deve vacinar 2 milhões de pessoas no Pará

A Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza, iniciada nesta quarta-feira (10) em todo o País, prosseguindo até 31 de maio. 



“É muito importante que a sociedade paraense, em todos os municípios, possa aderir a essa campanha. Temos a meta de atingir, de hoje até o dia 31 de maio, 2 milhões de paraenses, daí a importância de que cada família possa fazer a vacinação. Temos, no Estado vizinho do Amazonas, mais de dez registros de óbito por conta do Influenza. Logo, não podemos brincar com esse assunto. É uma necessidade a imunização”, destacou o chefe do Executivo estadual.

A aposentada Nazaré Oliveira, 70 anos, aproveitou a tarde sem chuva para garantir sua vacina. Moradora da Pedreira, ela faz questão de participar de todas as campanhas. “Desde que comecei a receber a vacina, de fato, nunca mais tive gripe, o que é muito bom. Como vou viajar na Semana Santa, já aproveitei para me proteger”, contou.

Da mesma forma, a aposentada Maurícia Marinho, 63 anos, também moradora da Pedreira, assegurou sua imunização.  “Eu sempre me esforço para vir logo no primeiro dia porque tem menos gente. E a vacina é muito importante para mim, que estou no grupo de risco, pois sou hipertensa e diabética. Prefiro me prevenir”, afirmou.

Já a fisioterapeuta Daniele Alves, que tem duas filhas, conhece bem a importância da vacinação. “No meu caso é fundamental, porque trabalho em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e tenho duas crianças em casa. É necessário que eu esteja saudável para não contaminar a eles também”, ressaltou Daniele, que também vacinou o filho Bernardo, de dez meses, contra o vírus causador da gripe.

Estrutura - Em todo o Pará, a campanha mobilizará mais de 2,9 mil postos fixos de vacinação, além de 758 volantes terrestres e 62 volantes fluviais. Serão 21,3 mil pessoas envolvidas, incluindo 5,3 mil equipes de vacinação.

Quem tomou a vacina contra a gripe em 2018 deve tomar novamente, este ano. A meta, no Pará, é vacinar dois milhões de pessoas, ou pelo menos 90% desse total. Para isso, o Estado vai receber do governo federal 2,1 milhões de doses da vacina, a principal medida preventiva contra a gripe.
As doses estarão disponíveis em qualquer Unidade Básica de Saúde, nas salas das Estratégias de Saúde da Família e em outros locais definidos pelas gestões municipais.
A vacina só é contraindicada para pessoas com histórico de reação anafilática prévia em doses anteriores ou que tenham alergia grave a ovo de galinha e seus derivados.
“A Sespa (Secretaria de Estado de Saúde) é a grande gestora desse processo, junto com os municípios, e recomenda a todo o público-alvo da campanha que procure os postos e tome a vacina”, enfatizou o diretor de Vigilância em Saúde da Sespa, Amiraldo Pinheiro.

Quem deve se vacinar:
- Crianças de 06 meses a menores de 06 anos.
- Gestantes em qualquer idade gestacional.
- Mulheres até 45 dias após o parto, com comprovação.
- Professores de escolas públicas e privadas.
- Idosos (a partir dos 60 anos).
- Trabalhadores da saúde (dos setores público e privado).
- Povos indígenas (a partir de 06 meses de idade).
- Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos cumprindo medidas socioeducativas.
- População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.
- Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e/ou condições clínicas especiais com apresentação de prescrição médica (em qualquer idade).

(Com informações da Secretaria de Estado de Saúde – Sespa)
Por Elck Oliveira - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search