Serabi reúne com Fiepa para discutir criação de cursos técnicos em Itaituba

Serabi reúne com Fiepa para discutir criação de cursos técnicos em Itaituba

Antensão é ampliar a participação de cidadãos de Itaituba no quadro de empregados da empresa.


A Serabi Gold quer ampliar a participação de cidadãos do município de Itaituba no quadro de empregados da empresa através da implantação de um polo de educação técnica profissionalizante no município. Esse foi o assunto da reunião ocorrida na manhã desta sexta-feira (29), em Belém, na sede da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa).


Representantes da Serabi na sede da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa).

O encontro teve a participação do vice-presidente da Fiepa, José Maria Mendonça, do diretor regional do Senai e Superintendente do Sesi, Dario Lemos, do diretor de Operações do Sesi e Senai, Raphael Barbosa, do diretor Administrativo do Senai, Agostinho Martins, e do gerente de Meio Ambiente da Serabi Gold, Artur Alves.

Durante a reunião, a mineradora apresentou as necessidades de mão de obra atualmente localizada em áreas como nutrição, informática, eletrônica, mecânica, metalurgia, química e mineração. “A participação de munícipes de Itaituba no quadro de empregados da Serabi já é significativa. Cerca de 78% são do município de Itaituba, mas a Serabi entende essa iniciativa como uma oportunidade de desenvolvimento regional com a qual a empresa pode contribuir, principalmente para atender a futuras demandas do projeto Coringa, que ainda está em fase de licenciamento.

Estimamos a abertura de cerca de 400 vagas para o projeto”, explicou Artur Alves.
O diretor regional do Senai, Dario Lemos, avaliou o pedido como positivo e sugeriu uma visita ao município para avaliar a melhor forma de atuação para a região.

“O Senai trabalha com cinco modalidades de ensino. Temos que promover um novo encontro para traçar o plano de ação, avaliando a necessidade de cursos de qualificação profissional, que são mais curtos, ou de cursos técnicos, com duração de um ano e meio a dois anos”, ressaltou.


Raphael Barbosa, diretor de Operações do Sesi e Senai, recomendou também a participação de outras empresas da região na apresentação de necessidades de mão de obra como uma forma de expandir o nível de profissionalização dos cidadãos no município, estimulando a economia local.

A parceria da Serabi com o sistema Sesi e Senai deverá envolver o pólo do Senai Santarém, que deverá conduzir a realização dos cursos. O grupo de trabalho se reunirá novamente no dia 17 de abril, no escritório da Serabi, em Belém, para definição dos próximos passos.

Fonte: Portal Giro

Postar um comentário

0 Comentários