[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Serabi reúne com Fiepa para discutir criação de cursos técnicos em Itaituba

Antensão é ampliar a participação de cidadãos de Itaituba no quadro de empregados da empresa.


A Serabi Gold quer ampliar a participação de cidadãos do município de Itaituba no quadro de empregados da empresa através da implantação de um polo de educação técnica profissionalizante no município. Esse foi o assunto da reunião ocorrida na manhã desta sexta-feira (29), em Belém, na sede da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa).


Representantes da Serabi na sede da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa).

O encontro teve a participação do vice-presidente da Fiepa, José Maria Mendonça, do diretor regional do Senai e Superintendente do Sesi, Dario Lemos, do diretor de Operações do Sesi e Senai, Raphael Barbosa, do diretor Administrativo do Senai, Agostinho Martins, e do gerente de Meio Ambiente da Serabi Gold, Artur Alves.

Durante a reunião, a mineradora apresentou as necessidades de mão de obra atualmente localizada em áreas como nutrição, informática, eletrônica, mecânica, metalurgia, química e mineração. “A participação de munícipes de Itaituba no quadro de empregados da Serabi já é significativa. Cerca de 78% são do município de Itaituba, mas a Serabi entende essa iniciativa como uma oportunidade de desenvolvimento regional com a qual a empresa pode contribuir, principalmente para atender a futuras demandas do projeto Coringa, que ainda está em fase de licenciamento.

Estimamos a abertura de cerca de 400 vagas para o projeto”, explicou Artur Alves.
O diretor regional do Senai, Dario Lemos, avaliou o pedido como positivo e sugeriu uma visita ao município para avaliar a melhor forma de atuação para a região.

“O Senai trabalha com cinco modalidades de ensino. Temos que promover um novo encontro para traçar o plano de ação, avaliando a necessidade de cursos de qualificação profissional, que são mais curtos, ou de cursos técnicos, com duração de um ano e meio a dois anos”, ressaltou.


Raphael Barbosa, diretor de Operações do Sesi e Senai, recomendou também a participação de outras empresas da região na apresentação de necessidades de mão de obra como uma forma de expandir o nível de profissionalização dos cidadãos no município, estimulando a economia local.

A parceria da Serabi com o sistema Sesi e Senai deverá envolver o pólo do Senai Santarém, que deverá conduzir a realização dos cursos. O grupo de trabalho se reunirá novamente no dia 17 de abril, no escritório da Serabi, em Belém, para definição dos próximos passos.

Fonte: Portal Giro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search