Polícia Civil desvenda dois homicídios em menos de uma semana em Rurópolis

Polícia Civil desvenda dois homicídios em menos de uma semana em Rurópolis

A Polícia Civil desvendou, em menos de uma semana, dois homicídios no município de Rurópolis, sudoeste paraense. Um dos crimes teve autor preso no último dia 15 pela equipe policial. Francisco Oliveira Cruz, 25 anos, conhecido como “Chiquinho”, foi preso por ter executado a tiros Edilson Souza Coutinho, 37 anos, conhecido como Abacate. 


O crime ocorreu no último dia 03, por volta das 20 horas, quando a vítima estava em seu bar, no bairro Bela Vista em Rurópolis. Sob o comando do delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho, a operação policial que levou à prisão de Francisco foi resultado de investigações realizadas pela equipe da Polícia Civil. Após identificar o autor do crime, o delegado solicitou a prisão do acusado ao Poder Judiciário.

Após a decretação da prisão, os policiais civis Alexandre Ripper e Gustavo Castro saíram em diligências para capturá-lo. Ele foi localizado na residência do pai. O inquérito policial ainda não foi finalizado. 

"Está sob sigilo para o sucesso das investigações, inclusive, quanto à motivação do crime, que possivelmente esteja ligado ao tráfico de drogas na região", destaca o delegado. 

OUTRO CASO No último dia 13, policiais civis da Delegacia de Rurópolis transferiram ao presídio do Centro de Recuperação Silvio Hall de Moura, em Santarém, por determinação judicial, o preso Hemerson Melo Ribeiro, 18 anos, que estava recolhido na Unidade Policial desde o último dia 11, quando foi preso após investigações, pelo homicídio de Matheus Nascimento da Silva, 18. A vítima foi executada a tiros em uma estrada vicinal que dá acesso à área do lixão da cidade. O fato ocorreu no último dia 11. Em depoimento, o preso acabou confessando a sua participação no crime. O corpo da vítima foi encontrado com ferimentos na cabeça.

Durante as investigações, um vídeo passou a circular nas redes sociais mostrando a execução da vítima. De posse das imagens, policiais civis e militares passaram a apurar o crime até que um dos suspeitos foi localizado e apresentado na Delegacia. 

O corpo da vítima foi reconhecido por familiares e levado para o hospital municipal onde passou por exame cadavérico. As investigações continuam para identificar outros envolvidos e para definir a motivação do crime. As ações realizadas pela Polícia Civil de Rurópolis conta com a supervisão da Superintendência Regional de Polícia Civil do Tapajós, sob coordenação do delegado Vicente Gomes.

Fonte: Polícia Civil do Pará

Postar um comentário

0 Comentários