Pará vai representar o Norte na Associação Brasileira de Imprensas Oficiais

O presidente da Imprensa Oficial do Estado do Pará, Jorge Panzera, vai representar a região Norte na nova composição da diretoria da Associação Brasileira das Imprensas Oficiais (ABIO). A eleição ocorreu na tarde desta quinta-feira, 28, em Salvador, na Bahia, durante a 28ª Reunião das Imprensas Oficiais, com a participação de 38 representantes das imprensas oficiais de 17 estados brasileiros, além da Imprensa Nacional.


A chapa eleita para o biênio 2019/2020 reafirmou, na presidência da ABIO, o diretor-geral da Empresa Gráfica da Bahia, Luiz Gonzaga Fraga de Andrade, que agora cumprirá o terceiro mandato consecutivo. 

Eleita pelo voto de dezessete representantes de imprensas oficiais de estados brasileiros, a nova diretoria é composta por oito líderes, dentre eles representantes regionais do Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além de três outros nomes que compõem o Conselho Fiscal da Abio.

A nova diretoria é composta por Luiz Gonzaga Fraga de Andrade, Diretor-geral da Egba (Presidente); Nourival Pantano Júnior, Diretor-presidente da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo (Vice-presidente); Ricardo Roriz,  Secretário-geral da Segrase - Serviços Gráficos de Sergipe (Secretário-geral); Tiago Baccin, da Imprensa Oficial do Paraná (Representante da Região Sul); José Cláudio Cardoso Ururahy, Diretor-presidente da Imprensa Oficial do Rio de Janeiro (Representante da Região Sudeste); Pedro Antônio Bertone Ataíde, Diretor-geral da Imprensa Nacional  (Representante da Região Centro-Oeste); Naná Garcez de Castro Dória, Diretora-presidente da Empresa Paraibana de Comunicação (Representante da Região Nordeste), Jorge  Luiz Panzera, Presidente da Imprensa Oficial do Pará (Representante da Região Norte) e Samir Maalouf (Secretário Executivo).

“Primeiro, é uma satisfação poder fazer esta troca de experiências com representantes de órgãos similares neste encontro, que debate assuntos tão pertinentes para as nossas gestões, como a transparência dos atos governamentais. É, também, uma oportunidade divulgar os projetos que estamos priorizando na Ioepa, ampliando as discussões com representantes das entidades organizadas em todo o estado, como o Livro Solidário, a certificação digital e a editora pública. 

Agora, é pensar também em ações que impactem todas as imprensas oficiais, sobretudo, as do nosso eixo, que é a região Norte”, disse Panzera.

Jorge Panzera assumiu a Imprensa Oficial em fevereiro de 2019. Uma das primeiras decisões da nova gestão foi suspender a versão impressa do Diário Oficial, veiculando somente a versão digital no site da IOE, no endereço: http://www.ioepa.com.br/portal/.
Segundo ele, a mudança seguiu uma tendência mundial de modernização e redução de custos dos Diários Oficiais no Brasil. Além disso, a estimativa é que o Pará tenha uma economia de cerca de R$ 2 milhões anuais que serão investidos na criação da editora pública. Por ano, a IOE gastava em média 30 toneladas de papel para imprimir o DOE e o Diário da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa).

Por Ascom/Ioepa

Postar um comentário

0 Comentários