Ações visam melhorias nos Terminais Hidroviários do Pará

Ações visam melhorias nos Terminais Hidroviários do Pará

O Terminal Hidroviário de Belém recebeu, na manhã desta segunda-feira (18), uma visita do Grupo de Trabalho de Navegação do Ministério Público do Estado (MPE). Guiado pela Companhia de Portos e Hidrovias (CPH), o encontro teve como objetivo conhecer o funcionamento e as instalações do terminal, na busca por melhorias do serviço no Estado.


Os promotores estiveram não apenas nas áreas onde transitam os passageiros, como também nos espaços dos órgãos locados no porto, como Polícia Federal, Receita Federal, Ministério da Agricultura e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Após a visita, os membros do MPE e foram até a sede do órgão, onde tiveram uma palestra sobre a condição atual e andamentos das obras nos portos paraenses.

O GT, que conta com promotores da capital, das regiões do Baixo Amazonas e do Marajó, além de parceria com alguns órgãos do estado, busca garantir, a partir de ações e medidas, a qualidade dos serviços fluviais no que diz respeito ao conforto e segurança dos usuários. O promotor de Justiça e coordenador do Grupo de Trabalho, Marco Aurélio Lima do Nascimento, afirmou que a visita foi bastante proveitosa.

“Pudemos conhecer melhor o funcionamento do terminal e a avaliação foi excelente. Nosso ideal é que todos os municípios do Estado que tenham transporte fluvial de passageiros possam ter também um terminal desse nível. Nesse sentido, estamos buscando a parceria com a Companhia dos Portos para acompanhar esses projetos. Nós sabemos que alguns municípios estão com várias obras em andamento que são fundamentais para o desenvolvimento do Pará”, enfatizou. 

O trabalho de melhorias na estrutura e serviços portuários em diversas regiões paraenses é tratado como prioridade pela Companhia de Portos e Hidrovias, como enfatiza o presidente Abraão Benassuly. 

“Isso nos motiva a continuar avançando na melhoria dos serviços hidroviários. O governador tem orientado que devemos realizar isso nas demais regiões do Estado, como no Marajó, Baixo Tocantins e Xingu. 

Estamos tendo o cuidado de fazer uma agenda para reformar todos os terminais existentes nessas regiões. Atualmente, temos sete obras de construção e vamos ter a celeridade necessária no processo para que possamos entregar o mais rápido possível para população”, afirmou.

Investimento – Ao todo, sete novos terminais hidroviários estão sendo construídos na região do Baixo Amazonas, um investimento de R$ 82 milhões de reais do Governo do Estado nos municípios de Curuá, Almeirim, Prainha, Faro, Terra Santa, Santarém, além do distrito portuário de Santana do Tapará.

O terminal de Santarém, maior da região, é responsável por maior parte do investimento. O espaço terá 3,6 mil metros quadrados de área construída e deve atender, em média, entre 50 e 60 mil passageiros por mês.


Agência Pará
Foto: Maycon Nunes/  Ag. Pará

Postar um comentário

0 Comentários