[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Sejudh defende o uso de bens do tráfico de drogas no combate ao crime

Iniciar a discussão da proposta de conversão de bens do tráfico de drogas em investimentos nas políticas públicas de combate a essa prática criminosa foi a pauta da reunião técnica realizada nesta quarta-feira (20), em Brasília (Distrito Federal), entre representantes da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e do Ministério da Justiça e Segurança Pública. 


O Pará tem mais de 270 bens apreendidos em operações policiais, entre aeronaves, embarcações, automóveis e similares, conforme dados da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas. Só na manhã desta quinta-feira (21), a Polícia Federal apreendeu 47 aeronaves usadas pela quadrilha do traficante de drogas conhecido por “Joãozinho Pé de Cobra”, preso em Tucumã, no sul do Pará.

A proposta consiste em transformar o material apreendido em recursos, a fim de garantir a estrutura necessária aos órgãos de repressão e fomentar os programas de prevenção e redução do uso de entorpecentes, explicou Rogério Barra, titular da Sejudh. “Foi uma visita técnica para tratar de um possível convênio sobre a conversão jurídica dos bens apreendidos do tráfico para comercialização, cujo recurso será revertido em políticas públicas no combate às drogas”, detalhou o secretário.

Segundo Rogério Barra, a legislação está sendo aprimorada e a previsão é de que, até o final do primeiro semestre deste ano, seja possível pactuar com os entes da Federação sobre o tema com mais agilidade.

Direitos humanos - Ainda em Brasília, o secretário se reuniu com representantes do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandada por Damares Alves, para captação de recursos voltados às políticas públicas de direitos humanos no Pará, visando alinhar as políticas estaduais e federais da área, entre as quais a ampliação de ações de combate ao trabalho escravo, a partir de um possível fundo estadual para investimentos em prevenção e fiscalização.

Também foram debatidas políticas para populações quilombolas; o alinhamento dos conselhos estaduais às diretrizes federais e o fortalecimento dos programas de proteção, para buscar recursos dentro de cada área de atuação, informou o secretário.

Fonte: Blog Plantão 24horas News com informações de Claudiane Santiago em parceria com Agência Pará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search