Polícia Civil desarticula esquema de roubo e revenda de celulares em Juruti

Um microempresário foi autuado em flagrante por receptação qualificada.


Um esquema criminoso que envolvia roubo e revenda de telefones celulares roubados em uma loja especializada, em Juruti, no oeste do Pará, foi desarticulada pela Polícia Civil nesta quarta-feira (6). Durante a ação policial, realizada por policiais civis do município, foi preso em flagrante o microempresário Michel Kenned Araújo Coimbra, dono da loja onde os celulares roubados eram revendidos.

Segundo O superintendente regional de Polícia Civil do Baixo e Médio Amazonas, delegado Jamil Casseb, a prisão do microempresário é resultado de uma investigação iniciada logo após a identificação dos autores do roubo de um celular. O crime ocorreu no domingo (3). O microempresário foi autuado em flagrante por receptação qualificada.

Na ocasião, dois homens armados com uma arma de fogo e uma faca abordaram uma vítima, quando ela caminhava em via pública, e roubaram dela o telefone celular. 

Durante as investigações do crime, a equipe da Polícia Civil de Juruti identificou os suspeitos do roubo, os quais foram ouvidos e indiciados em inquérito policial. Aos policiais civis, os dois suspeitos confessaram o crime e revelaram que haviam vendido o celular roubado para Francisco da Silva Batista, de apelido "Chiquinho", por R$ 50.

Ao ser preso, Francisco confessou a receptação do aparelho roubado e revelou ter revendido o objeto ao proprietário da loja Smart Celular, Michel Kenned.

De acordo com a polícia, Francisco atuava como intermediário na compra e venda dos aparelhos roubados. Os policiais civis foram até a loja, situada no bairro Maracanã, onde apreenderam o celular roubado e outros 32 aparelhos também roubados que já estavam na vitrine do estabelecimento para venda.

"Os produtos já estavam precificados sem possuir qualquer nota fiscal, o que constatou que os celulares eram produto de roubo e por isso vendidos a preços abaixo do valor normal de mercado", explicou o delegado.

Por G1 Santarém — PA

Postar um comentário

0 Comentários