Grande procura para fazer identidade (RG) em Itaituba faz pessoas madrugarem na fila


Há relatos de pessoas que chegam a ficar mais de 12 horas na fila para garantir os primeiros atendimentos.

Pessoas na fila durante a madrugada desta terça-feira (29).

Dezenas de pessoas viram a noite na fila para conseguir os primeiros atendimentos na sede do setor da coordenadoria de identificação de Itaituba, local onde se faz a cardeira de identidade, seja a primeira ou segunda via e também atualização.

Sede do órgão, na primeira travessa entre segunda e terceira rua do bairro Liberdade.


O período de volta às aulas vem influenciando a grande procura pelo serviço nas últimas semanas. Segundo pessoas que utilizaram o serviço, muitos chegam durante a madrugada, há também quem chegue até mesmo na noite anterior para garantir os primeiros atendimentos, como já houve relatos de pessoas que chegaram a partir das 20 e 22h do dia anterior.

Uma dessas pessoas relatou a sua insatisfação, segundo ela, chegou a passar uma noite no local e no dia seguinte não foi atendida.

A reportagem conversou com o coordenador de identificação municipal, Décio Pereira, que afirmou que diariamente são atendidas em média 45 pessoas, porém, nos últimos dias esse número foi ainda maior, chegando a 80 pessoas atendidas, isso por ordem do gestor municipal.

Décio explica que o município recebe demanda de outras cidades vizinhas como: Jacareacanga, Trairão, Ruropolis e outras, por este motivo, o serviço chega a ficar sobrecarregado.

A cota de carteiras que o órgão recebe do estado é de 950, que são divididas pelos 22 dias de atendimento mensal.

“Como agora recebemos ordens de fazer o máximo de carteiras por dia, vamos acelerar o trabalho, por outro lado, logo ficaremos sem material e precisaremos aguardar o envio do estado, enquanto isso o serviço vai ficar suspenso.” disse Décio

Equipe de atendimento.

Em média, o atendimento por pessoas leva de 10 a 15 minutos, uma equipe de quatro pessoas trabalha das 8 às 14h de segunda a sexta-feira no local.

Fonte: Portal Giro

Postar um comentário

0 Comentários