[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Polícia prende bando que atacava bancos no Pará e no Tocantins

A Operação Araguaia, executada em Redenção pelo Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), da Polícia Civil, prendeu, nesta quarta-feira, 19, Antônio Pereira Borges, Melquesedeque Gomes de Oliveira, Adriano Santos Borges, Luan Estefeni Costa de Oliveira e um agente de trânsito de Conceição do Araguaia, até agora identificado apenas como Cássio.


 Eles formam uma quadrilha acusada de roubo a agências bancárias, com o emprego de armamento pesado e explosivos em Pacajá (PA), Senador José Porfírio, Bannach, Água Azul do Norte, Santa Maria das Barreiras Colmeia (TO), Couto Magalhães (TO) e Araguacema (TO).


Foram expedidos pela Justiça em Conceição do Araguaia sete mandados de busca e apreensão, seis em Redenção e um em Conceição do Araguaia; e nove mandados de prisão, seis preventivas e três temporárias.

Várias armas utilizadas pelo bando nas ações realizadas na região já haviam sido apreendidas, em Redenção, como um fuzil calibre 556, uma submetralhadora e uma espingarda. As armas, foram encontradas em 10 de outubro passado, no escritório da Cooperativa de Transportes Escolares e de Motoristas Transportadores de Passageiros do Araguaia, cujo presidente era Adriano Santos Borges, que desapareceu da cidade.

 Ele, por sinal, e filho de Antônio Pereira Borges, um dos presos. Outra parte do armamento foi apreendida em Rondon do Pará, mas, a quadrilha se reestruturou e continuou com os ataques, com foco no Estado do Tocantins. Policiais dos dois Estados participaram da operação
Participaram da operação policiais dos NAIs de Redenção e Marabá, policiais das 13ª e 14ª Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs), policiais da Delegacia de Conflitos Agrários (Deca) de Redenção e da Polícia Civil do Tocantins que também investiga o bando.

Entre os integrantes da quadrilha há dois acusados de resgatar um preso de dentro de um hospital público em Tucumã. O grupo criminoso é responsável também, segundo a polícia, pelo assalto que destruiu os postos de atendimento da agencia dos  Correios e Bradesco, na cidade de Santa Maria das Barreiras.


Fonte: Blog do João Carlos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search