[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Pesquisa confirma Pará como Estado menos endividado do Brasil

Levantamento feito com base nas informações da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) revela que o Pará é o Estado com menor índice de endividamento do país, com 6%, quando o permitido em lei é de até 200%. Ainda de acordo com a STN, o Pará comprometeu com empréstimos apenas 6,4% da Receita Corrente Líquida (RCL) de 2017. Ou seja, o Estado tem larga capacidade de endividamento e está apto a buscar empréstimos e financiamentos em operações de crédito.


Mas no passado, essa capacidade já foi bem menor: em 2010, os empréstimos contratados pelo Estado representavam 30% da RCL. Esse percentual caiu gradativamente ao longo do período de oito anos, chegando em 2017 aos 6,4% que a STN registra no Boletim dos Estados Subnacionais.

Conforme esclarece o site especializado Nexo, o índice de endividamento é expresso por uma métrica: a razão entre DCL/RCL. Ela se refere ao quanto a dívida consolidada líquida (o total devido, deduzidos os créditos) do estado representa das receitas correntes líquidas do estado — que incluem todas as receitas estaduais exceto rendimentos de capital, transferências da União e de municípios e contribuições pagas pelos servidores para a previdência.

O Pará está desde o ano 2000 na faixa azul, mas nos últimos anos intensificou a posição e ocupa hoje o primeiro lugar com menor índice de envidamento. Ou seja, tem as contas equilibradas e alta capacidade para contrair novos empréstimos para investimentos.

O Estado alcançou a nota B, na avaliação feita pela Secretaria do Tesouro Nacional. A média B revelada pelo Boletim de Finanças da STN aponta que o Pará se mantém com os indicadores econômico-financeiros em equilíbrio. Menor taxa de endividamento significa maior capacidade de assumir empréstimos bancários.

O indicador toma como base o efetivo controle fiscal mantido há pelo menos seis anos pelo Estado, que mantém o Pará fora do grupo atual de 16 Unidades da Federação (incluído o Distrito Federal) que estão na linha da insolvência e impossibilitados de realizar transações financeiras que envolvam empréstimos.

Fonte: http://plantao24horasnews.com.br em parceria com Governo do Estado do Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search