Antes de tentar suicídio, jovem itaitubense posta detalhes da luta contra a depressão

Jovem conversou  e quis compartilhar sua história; Ela foi internada na última terça-feira (13) quando foi encontrada desacordada por um amigo.

Jovem de 21 anos fala de sua luta contra a depressão.

Uma jovem itaitubense de 21 anos, que, mesmo permitindo a utilização de sua imagem, preferiu não ser identificada pelo nome, foi internada em um hospital participar da cidade após tentar tirar a vida na manhã da última terça-feira (13). Ela foi encontrada desacorda, em sua casa, por um amigo que lhe socorreu. Nesta quarta ela teve alta do hospital, mas continua de repouso.

Tudo isso foi resultado de uma longa batalha contra a depressão, doença que vem crescendo assustadoramente entre os jovens nos últimos anos e, infelizmente, ainda é menosprezada por muitos que consideram a doença uma “frescura”.

A jovem contou que a morte de duas amigas de Itaituba, nas últimas semanas, mexeu muito com ela. “Eu conheci elas e tentei ajudá-las. Eu fiquei desesperada, sem rumo, sem saber o que fazer ou falar, eu me senti tão inútil a ponto de querer tirar minha própria vida” Disse

Outro fator que agravou a sua depressão foi, para ela, a incompreensão de pessoas que, muitas vezes, não ligavam para o que ela falava ou sentia. “As vezes eu gritava socorro e nem escutava, isso é horrível! Muitas vezes eu ouvi pessoas dizendo assim “quem morre de gosto não fede” ou “isso ela faz pra chamar atenção” o que deixava muito magoada.” ressaltou
Ela contou ainda que criou um personagem onde as pessoas lhe veem forte, bruta e cheia de vida, mas que não imaginam a batalha que trava todos os dias. “Por anos eu consegui carregar o fardo sozinha, mas de uns anos até parece que o peso aumentou, e minhas pernas já não consegue mais ficar de pé meus braços cansaram.” Afirmou


Post feito no facebook da jovem.

A jovem finaliza a conversa admitindo que precisa de ajuda, de carinho, principalmente dos amigos e da família. “Eu não quero tirar minha vida e entregar de bandeja pra essa doença. Eu preciso de carinho, eu preciso de abraço!” Finaliza
Ela passou a ser acompanhada por um psicólogo e afirma que isso está lhe ajudando bastante.

O texto publicado no Instagram

Antes de tentar tirar a vida a jovem deixou um desabafo em post no Instagram. Leia na íntegra:

Alguns dias são mais difíceis do que outros, e é mais difícil ainda admitir que estou doente.
“Pede ajuda”, “vai ao médico”, “você não precisa disso”. Você realmente acha que é uma escolha minha sentir isso? Se pudesse, eu juro que voltaria no tempo para os dias que conseguia ter controle dos meus pensamentos.

É horrível emagrecer 5 quilos e as pessoas te elogiarem como se você tivesse feito de propósito, é horrível não sentir fome nenhuma e depois sentir muita fome, é horrível usar todas as oportunidades possíveis de deitar e dormir e depois perceber que você dormiu mais de 12 horas, e é horrível ficar esperando o sono chegar e perceber que já é hora de acordar.

Não aguento mais não ter controle nem do meu querer, pq eu quero ficar bem, pq eu sei que tá tudo bem mas minha cabeça insiste em dizer que não, agir impulsivamente e acabar magoando as pessoas que amo é desesperador.

Aí você quer fazer algo, e você pode fazer, tem o tempo, a habilidade, a estrutura, o contexto, mas você não faz. Pq? Eu não sei, é inexplicável. Você simplesmente não faz nada. Você para de sentir, e só sente angústia e medo, e eles deixam até de ser sentimento, pq passam a ser o que você é, UM POÇO DE ANGÚSTIA E MEDO.

O pior de tudo é pedir ajuda pq não é qualquer um que sabe como ajudar, mas sinceramente, a melhor ajuda é ouvir “está tudo bem, vai ficar tudo bem, EU ESTOU AQUI”.

Saber que estar rodeada de pessoas mas se sentir sozinha. Ficar chorando sem parar por qualquer coisa, ou por nada. Ficar se escondendo atrás de um sorriso.

Eu acordo e digo para mim mesma, “HOJE EU VOU CONSEGUIR”, me ocupo de coisas aleatórias, mas quando chego em casa o meu mundo desmorona, e fico super feliz quando alguém me chama pra fazer alguma coisa, dai eu vou, mas quando volto, o meu mundo se acaba novamente. Pq não sou eu quem esta lá, é só uma personagem que eu inventei para as pessoas não terem pena de mim.

Toda oportunidade que tiver pergunte para as pessoas se elas estão bem, faça o possível para deixar as pessoas que ama bem, diga que as amam e que você sempre estará. Ninguém sabe pelo o inferno que o outro está passando, então se não puder fazer nada, só seja legal com as pessoas.

Fonte: Portal Giro

Postar um comentário

0 Comentários