Empresário Itaitubense morre após 25 dias internado no Hospital Regional em Santarém

O empresário itaitubense Paulo André Nascimento Cardoso, de 36 anos, morreu na noite da última segunda-feira (15), por volta das 20h, no hospital regional do baixo Amazonas (HRBA), em Santarém. Ele estava internado em estado grave há cerca de 25 dias após passar mau e ser diagnosticado com problemas renais em Itaituba, no dia 21 de setembro foi encaminhado para Santarém.

Empresário itaitubense Paulo André Nascimento Cardoso, 36 anos.

Segundo Ana, uma de suas irmãs, Paulo tinha pedra na vesícula, que estourou e resultou em Pancreatite Hemorrágica, ele perdeu todo o seu rim e metade do pâncreas e precisava fazer hemodialise. Paulou ficou em coma induzido por cerca de 18 dias onde foram realizadas cerca de seis cirurgias, a última delas foi ontem, porém, uma hemorragia (vazamento de sangue pela carne) forçou a realização de procedimentos de emergência e apesar dos esforços da equipe médica o empresário não resistiu e veio a óbito.

“As expectativas dele sobreviver eram remota desde a sua entrada na UTI, os médicos sempre foram realistas e diziam que era uma situação quase irreversível, que apenas um milagre poderia salva-lo. 

Eles até se surpreendiam com a força dele, por sua resistência.” disse a tia de Paulo que acompanhou de perto o drama O empresário Josean Pereira, um dos melhores amigos de Paulo, disse que ele descobriu a pedra na vesícula há um tempo, que, inclusive, já havia procurado o médico para fazer a cirurgia da retirada, mas que sempre que melhorava adiava o procedimento. Josean disse ainda que chegou a estar com ele em uma das visitas ao médico, “O médico pediu pra ele emagrecer um pouco e voltar lá, mas ele melhorava e passava a adiar o retorno, também não se cuidava muito bem.” disse

A cirurgia de retirada das pedras na vesícula é um procedimento bastante eficaz, após isso o paciente volta a vida normal em poucos meses.

Paulo André era casado e deixou três filhos. Ele foi administrador da empresa Ourominas durante 11 anos, foi sócio em outros negócios como: Jornal Pepita Negócios, Audiotech, Vila Fest e bar Estação. 

Além disso, também foi um dos fundadores da banda musical da escola Marechal Rondon e realizou diversos shows e eventos na cidade. “Ele era um cara de grande conhecimento, estava na melhor fase de sua vida.” disse o amigo Josean

O corpo do empresário sairá de Santarém no avião às 10h desta manhã de terça-feira (16), seu velório está marcado para acontecer na igreja Presbiteriana renovada, no bairro Jardim das Araras.

Fonte: Portal Giro

Postar um comentário

0 Comentários