[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

POLÍCIA CÍVIL DE ALTAMIRA PRENDE CINCO PESSOAS E APREENDE VÁRIAS ARMAS USADAS PARA CONFLITOS AGRÁRIOS EM OPERAÇÃO NA ASSURINI

Durante todo o dia de quarta-feira (15/08/2018), Policiais da Delegacia de Altamira estiveram presentes em diligência na região do Assurini, na Gleba Bacajaí, em face do recebimento de denúncia de esbulho possessório e uso irregular de armas de fogo na região, deflagrando assim a Operação Dejavu.


A equipe, coordenada pelo Delegado Fábio Amaral, juntamente com sua equipe da DECA - (Delegacia especializada em conflitos agrários), investigadores Victor Moreira e Rodrigo Damasceno, e escrivão Juliano da Silva, contou com o apoio do Delegado Superintendente Walisson Damasceno, tal como do Delegado Fernando Marcolino, da Delegacia de Homicídios Altamira, e investigador Dates Brito.

Ocasião na qual locomoveram-se à área de difícil acesso, na gleba Bacajaí. Após algumas horas foi possível chegar ao ponto chave; uma área que vem sendo foco de conflitos constantes envolvendo colonos, moradores, posseiros, e associações de trabalhadores. Segundos relatos a área em questão pertence à duas associações, que ali desenvolvem atividades para subsistência e produção de renda, todavia outros grupos tem se instalado alegando a posse da terra.

Ao chegar ao local a equipe em diligência deparou-se com um acampamento onde haviam diversos indivíduos e bagagens destes, ao passo que realizada a busca no local foi possível localizar a quantidade de 13 armas de fogo, sendo 11 espingardas, uma garruncha, e uma pistola 635, bem como diversas munições relacionadas à esses armamentos. Desse modo os responsáveis identificados foram autuados em flagrante delito, e conduzidos à depol de Altamira para as providências cabíveis.

O trabalho da Polícia Civil segue incansável na região do Xingu, tanto no campo como na cidade, para atender quaisquer que sejam as demandas advindas do não respeito às leis, e que prejudiquem a harmonia e paz social.

(Resumo da Informação Carlos Calaça Com Informações da Polícia Civil de Altamira).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search