[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes
O MELHOR DA TV ACABO PARA SUA DIVERSÃO
SUA SORTE LHE AGUARDA, VEM PRO ITA FELIZ!

Plantão: Jovem pede justiça após um ano do assassinato do marido, e de seu irmão.

O crime aconteceu em agosto de 2017. Eliezer Alves Ramos estava na porta de sua casa, em Breu Branco-PA, quando foi surpreendido por Thairo Camilo Barroso, que chegou armado, e atirou no rapaz. 


Como era domingo, várias pessoas estavam na porta de casa, entre elas, a esposa de Eliezer, Leonicy Rezende, e o jovem Lucas de Abreu Rezende, irmão de Leonicy.
Ao presenciar a cena, a esposa da vítima começou a gritar por socorro, e pedir ajuda aos vizinhos. Lucas tentou socorrer o cunhado, e pedir para Thairo não atirar no rapaz. Apesar dos pedidos, o criminoso foi ainda mais longe, e também matou Lucas. Desesperada, Leonicy saiu correndo com medo de ser a próxima vítima. Mas o assassino subiu em uma moto, e desapareceu.


O crime foi investigado pela polícia, que deu como motivação, ciúmes. Segundo o inquérito, Thairo Camilo casou com a ex-mulher de Eliezer, e nunca aceitou a aproximação entre os dois. Apesar do ex-casal ter um filho. Indiciado por duplo homicídio, por motivo torpe, e sem chance de defesa, o criminoso desapareceu de Abreu Branco, e até hoje, é considerado foragindo da justiça.


Inconformada com a situação, a família das vítimas lamenta as mortes, reclama da morosidade da justiça em recapturar Thairo Camilo, e busca por ajuda divulgando nas redes sociais a foto do criminoso. “Já faz um ano que meu marido e meu irmão foram mortos, e até hoje não conseguimos descansar, nós mudamos com medo do que poderia acontecer com a gente, deixamos a nossa cidade, eu não tenho mais forças para lutar contra tanta injustiça. Tudo o que nós pedimos é que o criminoso pague pelo que fez”, declarou Leonicy.


Por Karina Pinto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search