Assassino de servidor da Funasa em Santarém é recapturado no município de Anapu

A Polícia Civil recapturou, na noite de domingo(8), em Anapu, sudoeste paraense, Danzer Jacinto da Mota, que estava na condição de foragido de Justiça desde 15 de setembro do ano passado, quando fugiu do Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (CRASHM), no Complexo Penitenciário de Cucurunã, em Santarém.


Ele é condenado de Justiça e cumpria pena de 26 anos de reclusão pelo cometimento do crime de latrocínio (roubo seguido de morte), cuja a vítima foi Raimundo Galúcio, servidor da Funasa, brutalmente assassinado ao reagir a um roubo.

Danzer estava em Anapu, onde usava o nome falso de Fabio Silveira Nobre. Ao ser apresentado na Delegacia do município, ele foi autuado pelo crime de falsa identidade. A recaptura foi comunicada à autoridade judiciária da região. O preso ficou de ser encaminhado ao Presídio do Centro de Recuperação Regional de Altamira.

O crime: Por volta das 11 horas da manhã do dia 21 de julho de 2015,  Raimundo Rocha Galúcio, de 63 anos, funcionário da Funasa, foi assassinado com um tiro na cabeça, após reagir a um assalto. Segundo informações de testemunhas, dois homens chegaram em uma moto, no estabelecimento denominado de Mercantil Vanda, no cruzamento da Avenida Presidente Vargas com Travessa Antonio Justa, no bairro do Caranazal, às proximidades da Ufopa, anunciaram o assalto.

Raimundo Galúcio, que estava sem camisa e com um cordão de ouro no pescoço, reagiu ao assalto. Pegou uma faca  e feriu um dos assaltantes, mas seu comparsa fez um disparo com arma de fogo que acertou sua cabeça (testa).
Em seguida, os bandidos fugiram na motocicleta, levando o cordão de ouro da vítima. O Samu foi acionado e chegou em tempo recorde, colocaram a vítima, que ainda respirava, em uma maca e levaram para o Pronto Socorro Municipal, mas Raimundo não resistiu e faleceu ainda na ambulância.

Justiça: Dos nove réus, dois continuam presos e os demais respondem ao processo em liberdade. Os presos são Orismar Santana de Sousa e Danzer Jacinto da Mota, acusados dos crimes de Latrocínio e Formação de Quadrilha. Os demais réus são: Vamilson Mota, responde por receptação e formação de quadrilha, Givanildo Santos de Sousa e Joelcio dos Santos, por Auxílio ao Crime e Formação de Quadrilha, Zacarias Lourido Tavares Neto e Francisco Fábio Soares de Oliveira, por Formação de Quadrilha e Porte de Arma, Rosiene Lima dos Santos e Rose Lima dos Santos, por Auxílio ao Crime.

RG 15 / O Impacto

Postar um comentário

0 Comentários