[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

Novas perspectivas para a carreira marcam cerimônia pelo Dia Nacional do Bombeiro

A cerimônia cívico militar contou com o desfile de tropas da corporação, que comemora 162 anos.


Orgulho e novas perspectivas profissionais marcaram a cerimônia alusiva ao 2 de julho, Dia Nacional do Bombeiro, realizada na manhã desta sexta-feira (29), no Comando Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMPA). A data cultiva as tradições históricas da corporação e renova o interesse do bombeiro em servir à população. Durante a semana que antecedeu este evento, o Corpo de Bombeiros promoveu uma programação que incluiu olimpíadas profissionais, curso de combate a incêndio para a comunidade, seminário de atividades aquáticas e doação de sangue.


Em meio à cerimônia cívico militar desta sexta-feira houve desfile de tropas e a entrega para 79 pessoas, entre civis e militares, da medalha Dom Pedro II, a maior condecoração da corporação, regulamentada pelo decreto nº 6.898, de 27 de abril de 2009, e que foi entregue pelo governador Simão Jatene às pessoas que tenham se destacado na corporação.

“Para mim é uma satisfação enorme receber essa medalha, porque nos remete continuar nesse trabalho, com cada vez mais afinco, elevando o nome da nossa Corporação, trazendo resultados positivos para o nosso comandante e, é claro, servindo à população”, disse o cabo Leonardo Santos, 40 anos de idade, e há 14 como bombeiro.

“Historicamente, os Bombeiros têm um simbolismo muito grande. Quem escolhe ser bombeiro, escolhe enfrentar aquilo que é muito temido por todos os animais, que é o fogo. Mas hoje os bombeiros vão muito além disso, no que diz respeito a proteção à vida. E eu só tenho a agradecer a todos que integram o Corpo de Bombeiros, ao Comando, a todos que tiveram a coragem de fazer essa opção, que é mais do que uma opção profissional, é uma opção de vida”, destacou o governador do Estado, Simão Jatene.

Dupla comemoração

Em 2018, o Corpo de Bombeiros do Pará comemora 162 anos. Ele se destaca como a quarta corporação mais antiga do Brasil e a sexta com maior número de militares. O efetivo é de 3.118 bombeiros, que atuam em 38 unidades operacionais espalhadas por 24 municípios.

Mais do que o Dia Nacional da Corporação, o evento desta sexta-feira marca uma dupla comemoração. Durante a cerimônia, o governador Simão Jatene apresentou a Lei de Reformulação de Fixação de Efetivo, que segue para a Assembleia Legislativa. Após aprovada, ela irá para posterior definição pelo governador, a homologação pelo CBMPA e, finalmente, a publicação para novas promoções.

“O Corpo de Bombeiros estava com essa lei desatualizada desde 2010, e agora, renovamos a esperança de uma reforma na estrutura administrativa que possibilita ascensão funcional de militares que estavam prontos para a promoção. Esse projeto significa a continuidade da nossa instituição e a motivação do efetivo” , comemorou o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Antônio Zanelli.

“Essa lei garante a possibilidade de os bombeiros avançarem em suas carreiras. Nesses tempos em que, lamentavelmente alguns Estados sequer conseguem pagar seus salários, o Pará vem conseguindo pagar os seus em dia e, mais do que isso, vem garantindo promoções, tanto para os bombeiros militares como para a Polícia Militar”, lembrou o governador.

A cerimônia contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, o delegado geral Claudio Galeno, e o comandante geral da Polícia Militar do Pará, coronel Hilton Benigno.

Um dia especial para a garotada

Depois da cerimônia, o governador Simão Jatene fez questão de conhecer de perto a garotada do programa Escola da Vida. O projeto de responsabilidade social do CBMPA completou 25 anos alcançando a marca de 3.200 alunos matriculados, distribuídos em 25 polos pelo Estado.

O programa tem como missão oferecer informações, orientações, treinamento, educação e base de apoio para a formação. Entre as disciplinas oferecidas às crianças de 12 a 15 anos estão noções básicas de primeiros socorros, educação física, ética e cidadania, prevenção e combate ao uso de drogas, higiene pessoal e coletiva, cuidados com a saúde bucal e educação ambiental, entre outras.

Entre os jovens do projeto que participaram da cerimônia estava Adriene Melo, de 13 anos. Ela participa do Escola da Vida há seis meses e pela primeira vez assistiu à cerimônia alusiva ao Dia Nacional do Bombeiro. “É meu sonho desde criancinha virar uma bombeira e hoje foi um dia muito legal porque depois de ver todos esses desfiles, fiquei com mais vontade ainda de seguir nessa carreira”.

Fonte: http://plantao24horasnews.com.br em parceria com Syanne Neno / AgênciaPará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search