[Latest News][6]

acidente
agressão
Amapa
Amapá
amazonas
apreensão
armas
arrombamento
assalto
atropelamento
Bahia
brasil
cocaína
condenados
destaque
detentos
droga
drogas
execução
grevistas
idoso
internacional
Itaituba
Kitsurfe
menores
motorista
navio
Óbidos
Polícia Federal
Polícia Militar
prefeita
prefeito
presos
recentes
reg
Regiao
região
Santarém
traficante
Traficantes

NOTÍCIAS

ÀS OPERAÇÕES AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS NA REGIÃO DO TAPAJÓS TEM GERADO MUITO COMENTÁRIO SOBRE OS IMPACTOS NA ECONÔMIA LOCAL.

A Instrução Normativa do ICMBio Nº 06 de 01 de dezembro de 2009 e publicada no diário oficial da união em 2 de dezembro do mesmo ano, Dispõe sobre o processo e os Procedimentos para apuração de infrações administrativas por condutas e atividades lesivas ao meio ambiente.



De acordo com o Artigo 13 da instrução normativa, Constatada a ocorrência de infração administrativa ambiental, será lavrado auto de infração, assegurados ao autuado o contraditório e a ampla defesa.




O Artigo 14, diz que as infrações administrativas são punidas com as seguintes sanções: advertência; multa simples e multa diária. O artigo ainda trata da apreensão dos animais, produtos e subprodutos da fauna e flora e demais produtos e subprodutos objeto da infração, instrumentos, petrechos, equipamentos ou veículos de qualquer natureza utilizados na infração.



Ainda de acordo com o artigo 14º na instrução normativa é autorizado a destruição ou inutilização do produto, suspensão de venda e fabricação do produto, embargo de obra ou atividade e suas respectivas áreas, demolição de obra, suspensão parcial ou total das atividades e restritiva de direitos ou seja as penalidades previstas em lei.


Video 1


A destruição de maquinas, tratores, caminhões e outros objetos apreendidos nas fiscalizações ambientais, vem sendo questionado pela população que defende a importância de se encontrar uma maneira de reutilizar esses equipamentos.


Video 2


Apesar da fiscalização estar agindo dentro do que determinam as leias ambientais, a maioria da população não aprova a destruição desses equipamentos.



Em agosto do ano passado o deputado federal Nilson Leitão do PSDB do Mato Grosso apresentou um projeto de lei proibindo a destruição de equipamentos e veículos apreendidos em fiscalizações ambientais, dando um prazo de 90 dias para órgãos públicos e entidades beneficentes solicitar a doação desses bens. 

A iniciativa do deputado Mato-Grossense foi reforçada pelo deputado federal José Priante do PMDB do Pará, que apresentou no congresso nacional um projeto de lei que criminaliza aquele que destruir equipamentos, objetos e artigos apreendidos em ações ambientais.

Fonte: http://www.plantao24horasnews.com.br/ com informações do repórter Marinaldo Silva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Start typing and press Enter to search