SECRETÁRIO DE SAÚDE E FUNCIONÁRIOS DO SAMU PEDEM APOIO DOS GOVERNOS ESTADUAL E FEDERAL PARA MANTER O SERVIÇO NO MUNICÍPIO DE ITAITUBA.

O serviço de atendimento móvel de urgência o Samu foi implantado no município de Itaituba em 31 de dezembro de 2010, mas somente no dia 29 de abril de 2011, foi inaugurada a base com toda estrutura para atender a população que necessita do serviço. De lá para cá diversas pessoas foram atendidas pelos socorristas e transportadas a emergência do hospital municipal.


Mas ao longo do tempo as ambulâncias principalmente, começaram a ficar sucateadas, e hoje, apenas uma está funcionando em situação bastante complicada, além de outros problemas que também sugiram deixando o serviço de quem aqui trabalha ainda mais difícil.

Devido esses problemas o secretário de saúde Iamax Prado reuniu com os servidores do Samu na última sexta feira ,19, para discutir todas as situações que vem acontecendo, no programa do governo federal, mas que apenas o município vem 
arcando com 100% das despesas.

Dados de ocorrências registrados somente em 2017, foram divulgados pelo Samu, e são números bastantes expressivos. De janeiro a dezembro foram 354 atendimentos feitos com vítimas de acidentes, já os casos clínicos somam 1.796 ocorrências. Por ai se tira uma ideia de como o serviço é importante no município. Portanto, os servidores pedem ajuda das autoridades competentes para que o Samu seja mantido na cidade.

De acordo com o plano nacional de atenção as urgências, criado pelo governo federal em 2003, o ministério da saúde possui recurso financeiro para a manutenção dos serviços como o Samu. A definição de custeio prevê que a união banque 50%, o estado 25% e o município fica responsável pelo restante. mas, de acordo com o secretário, o município está assumindo as despesas por conta própria.

Fonte: http://www.plantao24horasnews.com.br/ com informações do repórter Risonaldo Mello.
Imagens: Weslen Reis - TV Eldorado BAND. 

Postar um comentário

0 Comentários